Crianças de dez anos trabalhavam sem receber num McDonald's de Louisville até de madrugada. Mas há muitas mais - TVI

Crianças de dez anos trabalhavam sem receber num McDonald's de Louisville até de madrugada. Mas há muitas mais

  • CNN Portugal
  • ARC
  • 4 mai 2023, 08:44
McDonald's (imagem Getty)

Investigação encontrou cerca de 305 crianças a trabalhar mais horas do que as permitidas por lei em vários restaurantes McDonald's no sudeste dos Estados Unidos

Duas crianças de apenas dez anos foram encontradas a trabalhar num restaurante McDonald's em Louisville, nos EUA, fora do número de horas permitido por lei - por vezes até às duas da manhã. Segundo a CNN Internacional, os menores não recebiam qualquer salário.

A clara violação das lei do trabalho infantil foi descoberta esta terça-feira, durante uma investigação levada a cabo pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Neste país, o trabalho de menores é autorizado a partir dos 14 anos, sendo que até aos 16 anos as horas são limitadas, para que possam continuar a ir à escola. Em determinadas atividades e setores considerados perigosos, o trabalho de menores é proibido.

Mas Louisville não é caso único. O comunicado resultante da investigação dá conta de situações semelhantes e recorrentes em três franchisings da cadeia de fast food, que no total têm mais de 60 unidades espalhadas pelo Kentucky, Maryland e Ohio. "Empregaram 305 crianças para trabalhar mais do que as horas legalmente permitidas e executar tarefas proibidas por lei para jovens trabalhadores", pode ler-se no documento.

A Bauer Foods LLC, empresa responsável pelos restaurantes no Kentucky, disse à CNN que as duas crianças são, alegadamente, filhos de um gerente noturno do restaurante e que estavam de visita ao local de trabalho do progenitor. Já a Archways Richwood e a Bell Restaurants Group não comentaram o caso, até ao momento.

À CNN, Tiffanie Boyd, vice-presidente sénior e diretora de pessoal do McDonald's nos EUA, afirmou que estas informações são "profundamente preocupantes" e que contrariam as "altas expectativas" que têm para a marca. A responsável sublinhou que a empresa assume como compromisso garantir que os restaurantes tenham "os recursos necessários para promover locais de trabalho seguros para todos os funcionários e manter o cumprimento de todas as leis do trabalho".

As cadeias do McDonald's nos estados de Kentucky, Maryland e Ohio enfrentam agora multas por violação das leis do trabalho infantil na ordem dos 200 mil dólares.

Continue a ler esta notícia