Euro 2024: Inglaterra-Eslovénia, 0-0 (crónica) - TVI

Euro 2024: Inglaterra-Eslovénia, 0-0 (crónica)

Aborrecimento após aborrecimento, Inglaterra garante primeiro lugar e apuramento

Relacionados

A Inglaterra e a Eslovénia empataram sem golos, na tarde desta terça-feira, em Colónia. Um jogo marcado pelo aborrecimento e pelo conformismo das duas equipas, com algum receio de 'estragar' o alinhamento do grupo C do Euro 2024. Os ingleses apuraram-se em primeiro e os eslovenos fizeram o mesmo como uns dos melhores terceiros (pela primeira vez na sua história).

Sequência de eventos caricata no Euro 2024 - A Eslovénia ficou em terceiro lugar no grupo C, com os mesmos pontos do que a Dinamarca, o mesmo saldo de golos, o mesmo registo disciplinar... mas como os dinamarqueses tiveram um melhor registo na qualificação do que os eslovenos, ficaram em segundo posto. No entanto, os eslovenos contentaram-se com o resultado.

A Inglaterra partiu para este encontro já apurada para a próxima fase do Europeu. Faltava apenas saber se em primeiro, ou em segundo lugar. Gareth Southgate levou a sério este desafio e promoveu apenas uma alteração no onze – Conor Gallagher rendeu o adaptado Alexander-Arnold no meio-campo.

A Eslovénia apresentava-se para este jogo depois da desilusão tardia na segunda jornada, em que a equipa de Kek cedeu o empate, já nos descontos, com um golo de Luka Jovic, antigo jogador do Benfica. Seria a primeira vitória dos eslovenos em Europeus. Agora, a equipa tinha outra oportunidade de fazer história.

RECORDE AQUI O FILME DO JOGO

Desta vez, a Inglaterra ditou a velocidade do jogo, com muita posse de bola, mas pouca definição. A Eslovénia conseguia proteger bem a sua grande área e responder rapidamente assim que recuperava a bola. A melhor palavra para descrever a exibição da seleção eslovena é ‘pragmatismo’, no seu 4-4-2 clássico.

O maior momento de frisson na primeira parte foi o golo invalidado à Inglaterra, aos 20 minutos. Após um passe em desmarcação de Declan Rice, a descobrir Phil Foden. O jogador do City assistiu para o golo de Saka, à boca da baliza. No entanto, Foden estava em fora-de-jogo. No final da primeira parte, Harry Kane ficou a centímetros da emenda, após um cruzamento venenoso de Trippier.

Depois de uma primeira parte apática, Southgate promoveu uma mexida ao intervalo. Conor Gallagher deu lugar ao jovem médio do Manchester United Kobbie Mainoo. Mas a segunda parte foi mais do mesmo. Houve aborrecimento e até quem adormecesse (literalmente) nas bancadas.

Mainoo mexeu um pouco com a dinâmica ofensiva da Inglaterra, mas continuavam sem incomodar a baliza de Jan Oblak. Os eslovenos defendiam a sua grande área de forma exemplar, pois se a bola ultrapassasse a linha de médios, a linha de defesas cortava qualquer tentativa inglesa.

A quinze minutos do final, nota para a entrada de Josip Ilicic pela primeira vez neste europeu. O experiente jogador do Maribor regressou aos grandes palcos depois de uma depressão que pôs em causa a sua carreira. No final do jogo, Jan Oblak segurou o empate num dos únicos desequilíbrios defensivos da sua equipa. Grande festa dos eslovenos.

A dinâmica de acontecimentos levou a que a Croácia ficasse oficialmente eliminada do Euro 2024. A Inglaterra soma cinco pontos, a Dinamarca e a Eslovénia com cinco pontos e a Sérvia com dois. Portugal ou Bélgica defrontam a Eslovénia nos oitavos-de-final.

A figura: Jan Oblak

O capitão da Eslovénia teve pouco trabalho, mas quando foi chamado não comprometeu. É o que se pede a um guarda-redes. O jogador do Atlético Madrid, ex-Benfica, teve duas intervenções de maior dificuldade. Celebrou o feito histórico no final com os colegas.

O momento do jogo: Golo anulado a Bukayo Saka

Num jogo aborrecido, o maior momento de celebração foi anulado. Um grande passe de Declan Rice abriu caminho para o golo, mas Foden estava ligeiramente adiantado para assistir Saka. Desilusão para os ingleses, alívio para os eslovenos.

 

Continue a ler esta notícia

Relacionados