A arte (tão portuguesa) de bem receber - TVI

A arte (tão portuguesa) de bem receber

Euro 2024: adeptos de Portugal (AP Photos)

«Bilhetes do Euro» - IV

Relacionados

A ter uma nacionalidade, a arte de bem receber seria certamente portuguesa.

Em qualquer sítio do mundo, mesmo num lugar recôndito como Marienfeld que ganhou outra vida desde a chegada de Portugal, somos capazes de nos sentir em casa. A culpa é de quem nos recebe de braços abertos. Como um bom português, no fundo.

Após uma longa viagem até ao nosso «quartel-general» por estes dias, fomos convidados para um jantar em casa da família Romano. Gente que nos abriu as portas do seu cantinho e que nos ofereceu uma das melhores refeições que tivemos na Alemanha sem pedir nada em troca.

E se à porta humildemente bate alguém
Senta-se à mesa com a gente


A mesa estava recheada de iguarias e produtos portugueses. Era uma mesa farta. Por cerca de três horas, sentimo-nos em Portugal: partilhámos uma refeição e várias histórias, trocámos ideias e soltámos gargalhadas.

Numa casa portuguesa fica bem
Pão e vinho sobre a mesa


Desde que estamos na Alemanha, cada português teve tempo para um sorriso, uma palavra ou uns minutos de conversa.

Ao Daniel e à sua família, agradecemos. E fazemo-lo também a todos os portugueses com quem diariamente nos cruzamos. Se é que obrigado chega pela maneira como nos recebem.

É uma casa portuguesa com certeza
É com certeza uma casa portuguesa



«Bilhetes do Euro» é um espaço de crónica do jornalista Vítor Maia, enviado especial do Maisfutebol ao Euro 2024.

Continue a ler esta notícia

Relacionados