Morreu terceira vítima de explosão numa fábrica de algodão em Vila Verde - TVI

Morreu terceira vítima de explosão numa fábrica de algodão em Vila Verde

  • Agência Lusa
  • CNC
  • 24 ago 2023, 15:21

A explosão deu origem a incêndio que foi combatido pelas corporações de bombeiros de Vila Verde, de Esposende e de Amares, no princípio do mês de agosto

Relacionados

O segundo ferido grave da explosão ocorrida em 14 de agosto numa fábrica de algodão no concelho de Vila Verde, distrito de Braga, morreu esta quinta-feira, adiantou fonte hospitalar, aumentando para três o número de vítimas mortais.

Fonte do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) disse à agência Lusa que o homem, de 45 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, não resistindo aos ferimentos causados pela explosão que, no próprio dia, provocou a morte a um outro funcionário, de 60 anos.

O outro ferido grave, na casa dos 30 anos, morreu no domingo, no Hospital de São José, indicou anteriormente à Lusa fonte oficial do Centro Hospitalar de Lisboa Central, para onde tinha sido transferido do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), no Porto.

A explosão na unidade fabril instalada em Barbudo, perto do centro de Vila Verde, aconteceu durante a tarde de 14 de agosto, causando, inicialmente, a morte de um outro funcionário, de 60 anos, e queimaduras graves noutros dois operários.

A explosão resultou também num incêndio que foi combatido pelas corporações de bombeiros de Vila Verde, de Esposende e de Amares.

No total, estiveram no local 65 operacionais, apoiados por 24 viaturas e um meio aéreo, de acordo com a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Continue a ler esta notícia

Relacionados