Peggy estava a cortar a relva. Um falcão deixou cair uma cobra em cima de Peggy. A cobra atacou Peggy. O falcão também atacou Peggy - TVI

Peggy estava a cortar a relva. Um falcão deixou cair uma cobra em cima de Peggy. A cobra atacou Peggy. O falcão também atacou Peggy

  • CNN Portugal
  • CNC
  • 9 ago 2023, 16:48
Falcão em South Padre Island, Texas (Jon G. Fuller/VW Pics/ Universal Images Group via Getty Images)

ESTADOS UNIDOS Acidente atrás de acidente. "Agora sinto-me diferente em relação à vida"

Relacionados

Peggy Jones, de 64 anos, estava a cortar a relva no mês passado quando um falcão que sobrevoava a zona deixou cair uma cobra em cima dela e, de seguida, o animal desceu do céu para tentar recuperar a sua refeição. O ataque aconteceu a 25 de julho na cidade de Silsbee, no Texas, Estados Unidos.

De acordo com a BBC, a cobra enrolou-se à volta do braço de Peggy Jones e começou a atacar a sua face, enquanto as garras do falcão se espetavam na pele da mulher de 64 anos para tentar recuperar a serpente. O incidente deixou-a ferida, com cortes e hematomas no braço e na cara. 

"A cobra estava a começar a atirar-se à minha cara. Estava a bater nos meus óculos e não parava", conta. "Eu não conseguia livrar-me da cobra. Acho que entrei em modo de sobrevivência", diz, citada pelo The Telegraph.

"O falcão agarrou a cobra, que estava enrolada no meu braço e puxou-a como se a fosse levar. E quando o fez, atirou o meu braço para cima. O falcão estava a carregar o meu braço e a cobra com ele", conta ainda Peggy.

Eventualmente, o falcão conseguiu retirar a serpente do braço de Peggy Jones e o marido da mesma pôde finalmente levá-la ao hospital. "Havia feridas de perfuração, cortes, abrasões, arranhões e hematomas graves", conta Peggy, sublinhando que o ataque da cobra à sua cara danificou-lhe os óculos e que os mesmos estavam cobertos com veneno.

"Eu não parava de dizer 'ajuda-me, Jesus, ajuda-me, Jesus'", relembra Peggy, aqui citada pela NBC News.

Peggy Jones afirma que se sente "a pessoa mais sortuda do mundo por ter sobrevivido a isto", mas que ficou traumatizada - desde que o incidente aconteceu, tem dificuldade em dormir.

"Tentamos dormir à noite, não conseguimos dormir e temos medo de fechar os olhos porque sabemos que, se fecharmos os olhos, vamos ter um pesadelo e reviver a situação", diz Peggy Jones. "Estou feliz por estar viva. Estou feliz por estar aqui... Mostrou-me como num piscar de olhos as coisas podem mudar. Agora sinto-me diferente em relação à vida."

Peggy Jones, segundo o The Telegraph, acredita que o falcão lhe salvou a vida.

Continue a ler esta notícia

Relacionados