Jovem de 18 anos mata a tiro três pessoas no sul dos Estados Unidos - TVI

Jovem de 18 anos mata a tiro três pessoas no sul dos Estados Unidos

  • Agência Lusa
  • AG
  • 16 mai 2023, 07:37
Tiroteio em Farmington, Novo México (Susan Montoya Bryan/AP)

Autoridades falam numa "terrível tragédia" para a comunidade local

Três pessoas morreram e sete ficaram feridas, incluindo dois agentes da polícia, quando um jovem de 18 anos abriu fogo numa cidade no sul dos Estados Unidos, antes de ser abatido pelas forças de segurança.

O incidente ocorreu por volta das 11:00 de segunda-feira (18:00 em Lisboa) em Farmington, uma cidade com cerca de 50 mil habitantes, no estado do Novo México, que serve de dormitório para a indústria de petróleo e gás natural da região.

O chefe adjunto da polícia de Farmington, Baric Crum, disse numa conferência de imprensa que os agentes foram chamados e encontraram "uma cena caótica", onde um homem estava a disparar sobre pessoas numa rua residencial.

A polícia confrontou o suspeito antes de o abater com um tiro, acrescentou Crum.

O chefe da polícia de Farmington, Steve Hebbe, disse que o atirador tinha pelo menos três armas e que parece ter escolhido os alvos de forma “puramente aleatória”, tendo disparado contra pessoas, casas e automóveis ao longo de uma extensão de 400 metros.

O Centro Médico Regional de San Juan recebeu sete feridos, incluindo um agente da polícia de Farmington e um agente da polícia estadual.

O autarca de Farmington, Nate Duckett, disse num comunicado que os dois agentes foram baleados, mas que não correm risco de vida.

“Hoje, a nossa comunidade viveu uma terrível tragédia que ceifou a vida de três cidadãos inocentes e feriu vários outros”, disse Duckett, acrescentando que o incidente deixou a população "em angústia e descrença”.

Depois dos disparos, as escolas da cidade foram colocadas em “bloqueio preventivo”. No entanto, a polícia garantiu que “não há outras ameaças conhecidas neste momento”.

A governadora do Novo México, Michelle Lujan Grisham, disse num comunicado que o incidente “serve para recordar novamente como a violência armada destrói todos os dias vidas" nos Estados Unidos.

Desde o início do ano, o portal Gun Violence Archive já registou mais de 220 tiroteios em massa com pelo menos quatro mortos ou feridos.

Continue a ler esta notícia