Taremi e a renovação: «Fiz uma proposta e o FC Porto respondeu que não» - TVI

Taremi e a renovação: «Fiz uma proposta e o FC Porto respondeu que não»

Taremi (FC Porto) (LUSA/FERNANDO VELUDO)

Avançado iraniano revela que a última tentativa para prolongar contrato terminou de forma abrupta

Relacionados

Mehdi Taremi voltou a abordar a saída do FC Porto e falou das expetativas para a nova temporada no Inter Milão, numa entrevista a um canal de televisão do Irão, antes da partida para Itália. O avançado acaba por revelar que a última tentativa para prolongar contrato no Dragão foi muito rápida.

O avançado começa por dizer que nunca se sentiu atraído por propostas de clubes do Golfo Pérsico e que a sua primeira opção foi sempre continuar a jogar ao mais alto nível na Europa e revela o momento em que viu fechar-se a última porta no FC Porto.

«Tive muitas ofertas nos últimos dois anos, mas decidi ficar no FC Porto e ir para outra equipa como jogador livre no final desta temporada. Tive apenas uma reunião fora do clube com os diretores do FC Porto em relação à extensão do contrato. Eu disse uma coisa e eles responderam que não. Esse foi o fim entre mim e o FC Porto», refere.

Apesar do final da ligação contratual com o FC Porto, Taremi garante que a ligação ao clube vai continuar para toda a vida. «É uma sensação muito boa quando jogamos numa equipa como estrangeiro, mas não nos sentimos como um estranho. Considero Portugal a minha segunda casa. O apoio e os sentimentos dos adeptos do FC Porto tiveram um grande impacto na minha vida pessoal. Disse-lhes que continuaria a ser um adepto ferrenho do clube até ao fim da minha vida», acrescentou.

Quatro temporadas no FC Porto marcadas com alguns desentendimentos com o treinador Sérgio Conceição, mas agora só restam elogios ao treinador que também deixou o clube. «É um treinador muito bom, em termos técnicos, táticos e analíticos. É muito rigoroso nos treinos», destaca ainda.

O futuro de Taremi, agora, passa pelo Inter Milão. O arranque da nova temporada está marcado para 13 de julho, mas o avançado quer chegar mais cedo para impressionar Simone Inzaghi.

O avançado no FC Porto jogava com o número 9 nas costas, mas no Inter o 9 é de Marcus Thuram e o internacional iraniano vai jogar com o 99, em homenagem a Ronaldo, fenómeno, que também jogou no Inter de 1997 a 2002.

Continue a ler esta notícia

Relacionados