Detidos três suspeitos das agressões ao zelador de Villas-Boas - TVI

Detidos três suspeitos das agressões ao zelador de Villas-Boas

André Villas-Boas (JOSE COELHO/LUSA)

Homens são também suspeitos de terem cometido «vários outros ilícitos criminais»

Relacionados

A PSP deteve esta terça-feira três homens suspeitos de terem agredido o vigilante do prédio de André Villas-Boas, candidato à presidente do FC Porto, confirmou fonte policial à Lusa.

De acordo com a referida fonte, os três detidos são também suspeitos de terem cometido «vários outros ilícitos criminais», como assaltos na zona da Foz do Porto. Este processo, refira-se, «tem ligações» com a Operação Pretoriano, na qual o líder de uma das claques portistas, os Super Dragões, foi detido.

Em comunicado, de resto, a Polícia de Segurança Pública (PSP) do Porto informa que iniciou, na segunda-feira, «uma operação policial no âmbito do combate à prática dos crimes de roubo, furto qualificado e dano, nas áreas das cidades do Porto, de Vila Nova de Gaia e de Matosinhos».

«De referir que os suspeitos se encontram referenciados por esta Polícia, pela prática, no mês de novembro do ano passado, de dezenas de ilícitos, mormente contra o património assim como crimes contra as pessoas, sendo que numa das situações, a vítima foi agredida com grande violência», lê-se.

Os factos remontam a novembro de 2023, quando o zelador do condomínio de Villas-Boas foi agredido na face por vários indivíduos, que ainda lhe roubaram o carro.

Os detidos são três homens, com idades entre os 18 e os 22 anos: vão ser presentes a um primeiro interrogatório judicial esta terça-feira, para aplicação de medidas de coação.

Continue a ler esta notícia

Relacionados