Horner é declarado inocente e continua como chefe da Red Bull - TVI

Horner é declarado inocente e continua como chefe da Red Bull

Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull (AP)

Equipa austríaca da Fórmula 1 emitiu um comunicado

Relacionados

Christian Horner foi declarado inocente das acusações que lhe eram atribuídas e por isso vai continuar como chefe da equipa de Fórmula 1 da Red Bull.

Em comunicado, a organização austríaca revelou que a investigação independente sobre o caso decidiu rejeitar a queixa, apesar de a decisão ser passível de recurso.

Christian Horner, refira-se, era acusado de comportamento inapropriado, segundo a imprensa, por uma colega de trabalho.

«A investigação independente sobre as alegações feitas contra o Senhor Horner está concluída e a Red Bull confirma que a queixa foi rejeitada. O acusador tem direito a recorrer. A Red Bull confia que a investigação foi bastante rigorosa e imparcial», lê-se, na nota.

Assim, Horner continuará a ser o chefe da Red Bull, cargo que ocupa desde 2005. Liderará a equipa já neste fim de semana, no Grande Prémio do Bahrain, o primeiro da época de Fórmula 1.

Continue a ler esta notícia

Relacionados