“Estamos no fim da corda”. Abrigos de animais lotados em França após aumento dos abandonos durante verão - TVI

“Estamos no fim da corda”. Abrigos de animais lotados em França após aumento dos abandonos durante verão

  • CNN Portugal
  • ARC
  • 15 ago 2023, 18:32
Animais abandonados (Martin Bureau/Getty Images)

Todos os anos são mais de 100.000 os animais abadonados em França - mais de metade dos casos acontecem pouco antes ou durante as férias de verão, sendo os animais deixados junto a estradas que vão dar à costa ou ao campo

Relacionados

O verão chega e os animais são abandonados à beira da estrada. Esta é uma situação recorrente em França todos os anos. Um abrigo francês já acolheu 12.000 animais desde o início deste verão e garante estar perto de atingir a capacidade máxima.

“Estamos no fim da corda”, “A situação é extremamente preocupante” e “Estamos a ficar cansados”. Estas são algumas das frases mais ditas pelos funcionários da La Société Protectrice des Animaux (SPA, na sigla original), que gere 85 dos cerca de 500 abrigos para animais no país, como se lê numa publicação feita nas redes sociais.

A organização deu o alerta para a “saturação” dos centros de abrigo de animais na semana passada. “Muitos abrigos estão desesperadamente com falta de espaço e estão a expandir as suas instalações para tentar salvar o maior número possível de animais”, conta a SPA, citada pelo The Guardian.

A situação “alarmante”, como a descrevem, está agora a levar a entidade a apelar para ajudas financeiras, de modo a conseguir dar resposta aos 12.000 animais que já resgatou este verão. “Precisamos urgentemente de salvar, alimentar e cuidar de todas as vítimas de abandono e maus-tratos”, afirmam.

A SPA acolheu 16.457 animais entre maio e agosto do ano passado. Para este ano, as previsões da organização são para uma subida de, pelo menos, 15%. Todos os anos são mais de 100.000 os animais nesta situação em França, sendo que mais de metade dos casos acontecem pouco antes ou durante as férias de verão, em que são deixados junto a estradas que vão dar à costa ou ao campo.

Esta é, no entanto, apenas uma das várias organizações que está a registar um aumento do número de animais abandonados. Também a 30 Millions D’amis e a Fondation Brigitte Bardot, duas outras entidades que acolhem os animais, o sentem, apelando ao cuidado dos donos aquando da organização das viagens.

“Muitas pessoas continuam a partir para férias e a deixar o seu animal de estimação na berma da estrada ou nas áreas de serviço das autoestradas", afirmou recentemente o ministro dos Transportes, Clément Beaune, garantindo que tal é “inaceitável”.  O abandono de animais é punível por lei em França desde 2022, onde é considerado um ato de maus-tratos.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos