Frio e neve deixam 12 distritos em aviso amarelo - TVI

Frio e neve deixam 12 distritos em aviso amarelo

  • Agência Lusa
  • AG
  • 25 fev 2023, 09:16
Uma manhã fria e branca. Caiu neve em Vila Pouca de Aguiar (Lusa/PEDRO SARMENTO COSTA)

IPMA alerta para eventuais perturbações de vias por causa da acumulação de neve e formação de gelo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou este sábado de 11 para 12 os distritos sob aviso amarelo devido à previsão de tempo frio e queda de neve, ao incluir também Portalegre.

O IPMA emitiu aviso amarelo para o distrito de Portalegre devido à previsão de “persistência de valores baixos da temperatura mínima” entre as 07:00 de hoje e as 06:00 de terça-feira.

Também sob aviso amarelo devido ao tempo frio, que foi agora prolongado até às 06:00 de terça-feira, estão os distritos de Bragança, Viseu, Guarda, Vila Real, Castelo Branco e Aveiro.

Estes distritos, assim como o Porto, Viana do Castelo, Leiria, Coimbra e Braga, estão também sob aviso amarelo até às 15:00 de hoje face à previsão de “queda de neve acima de 600/800 metros de altitude, podendo acumular até cinco cm [centímetros] acima de 800 metros”.

O aviso amarelo, o menos grave, é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O instituto alerta para eventuais perturbações causadas pela acumulação de neve e possível formação de gelo, como vias condicionadas ou interditadas, danos em estruturas ou árvores ou abastecimentos locais prejudicados.

O IPMA prevê tempo frio nos próximos dias, com descida da temperatura máxima entre 05 a 10 graus Celsius, devido a uma massa de ar com origem polar.

Para hoje, a previsão é de aguaceiros, que serão de neve nas terras altas, e de vento por vezes forte nas terras altas e faixa costeira da região Sul, sendo possível a formação de gelo ou geada, em especial no interior do país.

Por causa das previsões do IPMA, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu um aviso à população para os riscos de intoxicações por inalação de gases devido a inadequada ventilação e incêndios em habitações resultantes da má utilização de lareiras e braseiras ou avarias em circuitos elétricos.

A proteção civil chama ainda a atenção para os perigos do piso escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo, bem como para a possibilidade de queda de ramos ou árvores devido aos ventos fortes.

A ANEPC aconselha também os cidadãos a evitarem a exposição prolongada ao frio, a usarem várias camadas de roupa e a acautelarem a prática de atividade física no exterior.

Continue a ler esta notícia