Mais de 20 mil funcionários públicos reformaram-se em 2023 - o valor mais alto em nove anos - TVI

Mais de 20 mil funcionários públicos reformaram-se em 2023 - o valor mais alto em nove anos

  • Agência Lusa
  • BCE
  • 1 fev, 19:03
Computador

O número de novos reformados em 2023 passou pela primeira vez a barreira dos 20.000, algo que já não acontecia desde 2014, ano em que entraram para a reforma 23.300 funcionários públicos

Relacionados

O número de funcionários públicos que entrou na reforma em 2023 aumentou 19,4% face ao ano anterior, para 20.228, sendo este o grupo mais numeroso desde 2014.

Estes dados sobre os novos reformados a cargo da Caixa Geral de Aposentações (CGA) constam da síntese da execução orçamental, publicada na quarta-feira pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), e incluem as pensões por velhice e outros motivos (que totalizaram 19.230) e por invalidez (998).

Os mesmos dados indicam que os dois últimos meses do ano foram aqueles em que mais pessoas passaram para a reforma, com novembro e dezembro a registarem mais de duas mil saídas.

O número de novos reformados em 2023 passou pela primeira vez a barreira dos 20.000, algo que já não acontecia desde 2014, ano em que entraram para a reforma 23.300 funcionários públicos. Neste intervalo, os novos reformados anuais oscilaram entre um máximo de 16.937 (em 2022) e um mínimo de 8.727 (em 2016) e o mais baixo desde pelo menos o início deste século.

O valor médio das novas pensões atribuídas em 2023 pela CGA deverá também subir, tendo em conta que no ano passado houve dois meses em que o valor médio superou os 1.700 euros e que em seis meses foi superior a 1.600 euros.

Em 2022, apenas em três meses o valor médio superou os 1.600 euros.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE