"Não consigo imaginar isto a acontecer a um deputado do sexo masculino". Canal de TV causa indignação por "edição sexista" de fotografia de deputada - TVI

"Não consigo imaginar isto a acontecer a um deputado do sexo masculino". Canal de TV causa indignação por "edição sexista" de fotografia de deputada

  • CNN
  • Hafsa Khalil
  • 31 jan, 12:33
Georgie Purcell (Animal Justice Party)

Membro do Partido da Justiça Animal denunciou caso nas redes sociais

Um canal de notícias australiano pediu desculpa depois de ter difundido uma fotografia editada de uma deputada que aumentava o tamanho dos seus seios e expunha a sua barriga.

A fotografia alterada digitalmente da deputada do estado de Victoria, Georgie Purcell, apareceu num noticiário da noite de segunda-feira do canal 9News, depois de ela ter criticado o governo local por ter rejeitado a proibição da caça aos patos.

"Ontem sofri muito. Mas ter o meu corpo e a minha roupa manipulados por um meio de comunicação social não estava no meu cartão de bingo", publicou Purcell no X na terça-feira, juntamente com as fotografias originais e alteradas.

"Note-se que os seios aumentaram e o vestido ficou mais revelador. Não consigo imaginar isto a acontecer a um deputado do sexo masculino", acrescentou.

No Instagram, Purcell escreveu: "Quando se luta com a imagem corporal negativa durante toda a vida, é complicado ver-se editado na televisão depois do pior dia de trabalho que alguma vez se teve", acrescentando: "Isto não é só sobre mim, é sobre a forma como tratamos as mulheres de uma forma mais alargada. E não está a resultar".

"A diferença para as mulheres é que elas também têm de lidar com a constante sexualização e objetivação que vem com o facto de as imagens serem divulgadas, distorcidas e geradas por IA", disse a deputada, que é membro do Partido da Justiça Animal.

Hugh Nailon, diretor da 9News Melbourne, pediu desculpa pelo sucedido na terça-feira, culpando a "automatização pelo Photoshop" por ter criado uma imagem não consistente com a original, depois de esta ter sido redimensionada.

"Gostaria de pedir sinceras desculpas a Georgie Purcell por um erro gráfico que ocorreu no noticiário de ontem à noite", lê-se na declaração de Nailon na 9News.

"O nosso departamento gráfico obteve uma imagem online de Georgie para utilizar no nosso artigo sobre a caça aos patos. Como é prática comum, a imagem foi redimensionada para se ajustar às nossas especificações. Durante esse processo, a automatização do Photoshop criou uma imagem que não era consistente com a original. Isto não correspondeu aos elevados padrões editoriais que temos e, por isso, pedimos desculpa  sinceras desculpas à Sra. Purcell."

Embora não tenha ficado convencida com o raciocínio, Purcell disse que aceitava o pedido de desculpas, acrescentando que esta "edição sexista" era algo com que se devia aprender.

"A última coisa que quero é dissuadir as mulheres e as raparigas de realizarem os seus sonhos e de contribuírem para a vida pública depois de terem testemunhado o que eu sofri", afirmou, acrescentando que o incidente não deve ofuscar o seu importante trabalho.

"Há patos para salvar", afirmou.

A CNN contactou a Adobe, a empresa que produz o Photoshop, para uma reação, mas não obteve resposta.

Continue a ler esta notícia