Apoio extraordinário de 90 euros começa a ser pago esta quinta-feira - TVI

Apoio extraordinário de 90 euros começa a ser pago esta quinta-feira

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • Ana Marcela
  • 19 abr 2023, 18:41
Dinheiro (Pexels)

Apoio abrange um milhão de famílias beneficiárias da tarifa social de energia elétrica e de prestações sociais mínimas, num montante de 90 milhões

O primeiro pagamento do apoio extraordinário às famílias mais vulneráveis, no valor de 90 euros, começa a ser feito amanhã, dia 20 de abril, a todos os agregados familiares beneficiários da tarifa social de energia elétrica e de prestações sociais mínimas. Ao todo será transferido um montante global de 90 milhões de euros.

“Trata-se de mais uma medida extraordinária para apoiar as famílias mais vulneráveis face ao aumento de custos decorrentes da inflação. Através de uma operação de enorme amplitude todas as famílias receberão amanhã nas suas contas bancárias este primeiro montante”, destaca Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, citada em comunicado.

O pagamento que decorre na quinta-feira é referente ao primeiro trimestre do ano, estando previstos mais pagamentos para os trimestres seguintes, igualmente no valor de 90 euros, nos meses de junho, agosto e novembro. Ao todo, os agregados abrangidos irão receber um total de 360 euros.

Os pagamentos serão feitos por transferência bancária sendo que o beneficiário tem — caso ainda não o tenha feito — de atualizar o seu IBAN, através da Segurança Social Directa, pode fazê-lo acedendo ao serviço, depois à área Menu Perfil e Conta Bancária.

O pagamento retroativo do apoio após a respetiva atualização está “garantido”, garante o Ministério do Trabalho.

O apoio extraordinário é uma das medidas anunciadas pelo Governo para ajudar a mitigar o impacto da inflação nos rendimentos.

O IVA Zero — já em vigor, até outubro –, o reforço do abono de família — um complemento de 15 euros, pago trimestralmente, para as famílias com crianças até ao quarto escalão, que começa a ser pago em maio –, apoios à renda e bonificação dos juros do crédito à habitação — apoio mensal com o valor máximo de 200 euros, durante um período máximo de cinco anos, a famílias com uma taxa de esforço superior a 35%, que arranca também em maio — e o aumento intercalar de 1% da Função Pública foram outras das medidas.

Continue a ler esta notícia