Mais de 30 detidos, 50 contas congeladas e 1,4 milhões apreendidos em Portugal em megaoperação - TVI

Mais de 30 detidos, 50 contas congeladas e 1,4 milhões apreendidos em Portugal em megaoperação

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 11 ago 2023, 08:35
Polícia Judiciária

Polícia Judiciária participou em operação internacional. Além dos detidos, entre os quais alguns estrangeiros, foram identificados outros 48 suspeitos

Mais de 30 pessoas foram detidas em Portugal, 1,4 milhões de euros apreendidos e 50 contas bancárias foram congeladas numa operação internacional coordenada pela Interpol em que participou a Polícia Judiciária (PJ), foi esta sexta-feira anunciado.

Em comunicado, a PJ explica que esta operação internacional de combate ao crime organizado na África Ocidental, denominada ‘JACKAL’, teve como alvo a organização criminosa Black Axe, de estilo mafioso e conhecida por fraudes financeiras praticadas por meios informáticos e branqueamento de capitais.

A PJ participou nesta operação, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica - UNC3T, entre 15 e 29 de maio deste ano.

Em Portugal, a operação levou à detenção de 31 pessoas (estrangeiras e cidadãos nacionais), à apreensão de cerca de 1,4 milhões de euros, ao congelamento de 50 contas bancárias, à identificação de 48 suspeitos e à abertura de 28 investigações.

A nível global, a ação das diversas forças policiais permitiu apreender cerca de 2,15 milhões de euros, deter 103 cidadãos, identificar de 1.110 suspeitos e bloquear 208 contas bancárias.

Nesta operação internacional participaram 21 países: Além de Portugal, envolveu a Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canada, Costa do Marfim, França, Alemanha, Indonésia, Irlanda, Itália, Malásia, Países Baixos, Nigéria, África do Sul, Espanha, Suíça, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos da América.

Continue a ler esta notícia