Em seis dias a GNR realizou 799 detenções em flagrante delito - TVI

Em seis dias a GNR realizou 799 detenções em flagrante delito

  • Agência Lusa
  • PP
  • 12 ago 2023, 10:35
GNR (imagem Getty)

Foi entre 4 e 10 de agosto. A maioria por condução por efeito de álcool

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou, entre os dias 04 e 10 de agosto 799 detenções em flagrante delito, tendo a maioria sido por condução por efeito de álcool, segundo um comunicado hoje divulgado.

A GNR, “além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 04 a 10 de agosto, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional”, destacou, na mesma nota.

Dos 799 detidos, 412 foram-no por condução sob o efeito do álcool, 168 por condução sem habilitação legal, 64 por tráfico de estupefacientes, 13 por violência doméstica, 12 por posse ilegal de armas e arma proibida, cinco por furto e roubo e um por incêndio florestal, adiantou.

A GNR realizou ainda várias apreensões: 1.974 doses de haxixe, 40 doses de MDMA, 57 comprimidos de MDMA, 346 doses de liamba, 176 doses de heroína, 143 doses de cocaína, 22 selos LSD, oito anfetaminas, 74 pés de canábis, 31 armas de fogo, 27 armas brancas ou proibidas, 22 munições, 14 viaturas e 2.161 euros em numerário.

Nas fiscalizações de trânsito, a GNR detetou, no mesmo período, 7.772 infrações, incluindo 1.867 excessos de velocidade, 725 por falta de inspeção periódica obrigatória, 571 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 314 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 271 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 253 por falta de seguro de responsabilidade civil, 241 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização e 128 relacionadas com tacógrafos.

Continue a ler esta notícia