Gorila macho "surpreende" zoo ao ser encontrado a amamentar a cria. Afinal, era uma fêmea - TVI

Gorila macho "surpreende" zoo ao ser encontrado a amamentar a cria. Afinal, era uma fêmea

  • CNN Portugal
  • ARC
  • 22 jul 2023, 18:46
Gorila Sully

Nascimento foi "inesperado", mas "importante" para conservar a espécie ameaçada. Cria está "saudável"

Pensava-se que era macho, mas foi encontrado a amamentar o pequeno filhote. Os trabalhadores do Jardim Zoológico de Columbus, no Ohio, EUA, foram surpreendidos, na quinta-feira, quando um gorila que, durante quatro anos, acreditavam ser macho revelou ser fêmea, depois de ter dado à luz uma cria.

“A nossa família de gorilas acabou de ficar um pouco maior com o nascimento inesperado de um bebé gorila fêmea”, celebrou a equipa do jardim zoológico nas redes sociais. E continua: “Os nossos dedicados tratadores descobriram recentemente que a orgulhosa mamã, que inicialmente se pensava ser um macho, é na verdade uma gorila fêmea”.

O que consideram ser uma “surpresa” deve-se ao facto de ser difícil determinar o sexo dos gorilas mais jovens. “Até cerca dos oito anos, os machos e as fêmeas têm aproximadamente o mesmo tamanho e não têm órgãos sexuais proeminentes”, explicam, citados pela BBC, referindo que têm, no entanto, idade suficiente para reproduzir. 

Sully, o gorila que residia no jardim zoológico desde 2019, também não terá mostrado sinais da gravidez, devido “ao grande abdominal”, como esclarecem os tratadores, e ao tamanho das crias, que são mais pequenas do que os bebés humanos. “Foi inesperado, mas emocionante para a equipa de cuidados e importante para a conservação de uma espécie criticamente ameaçada”, confessou a entidade, garantindo que a cria “parece estar saudável”. 

Apesar da confusão com a mãe Sully, a equipa garante que se trata de uma cria fêmea, o que terá sido comprovado por especialistas em primatas de um outro zoo. O bebé vai ainda ser submetido a testes de ADN para se conhecer o pai.

O Jardim Zoológico de Columbus foi o primeiro a acolher o nascimento de um gorila bebé a nível mundial, em dezembro de 1956. Agora, abre as portas a quem quer conhecer o mais recente animal.

Continue a ler esta notícia