Governo neerlandês cai por divergências em políticas de imigração - TVI

Governo neerlandês cai por divergências em políticas de imigração

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • 7 jul 2023, 20:05
Mark Rutte, primeiro-ministro holandês

O governo holandês liderado por Mark Rutte colapsou depois de os partidos que compõe o Governo não terem chegado a acordo sobre um pacote relativo ao fluxo de refugiados

Relacionados

O governo holandês liderado por Mark Rutte caiu esta sexta-feira, depois de os quatro partidos que compõem o governo de centro-direita não terem chegado a acordo sobre um pacote de medidas destinadas a limitar o fluxo de requerentes de asilo para a Holanda, avança a AFP e a BBC, citando órgãos de comunicação locais.

A rutura deu-se depois do Partido Popular para a Liberdade e a Democracia, liderado por Mark Rutte, ter apresentado um pacote de medidas, tendo em vista dificultar a entradas de refugiados e que causou uma “grande rutura” na coligação, dado que dois partidos se recusam a apoiar as propostas, escreve o Político.

O primeiro-ministro defende um limite de 200 familiares de refugiados reunidos por mês e um período de espera de dois anos antes de poderem viajar para o país. Uma proposta que nem o partido D66, nem a União Cristã aceitaram.

Os quatro partidos que formam o governo nos Países Baixos reuniram-se de emergência esta sexta-feira, com o encontro a ser presidido por Mark Rutte, mas não conseguiram chegar a acordo, segundo as emissoras NOS e RTL e a agência de notícias holandesa ANP.

O governo holandês estava em funções há cerca de ano e meio, sendo que as novas eleições deverão realizar-se no outono, segundo a BBC. Recorde-se que Mark Rutte lidera os Países Baixos desde outubro de 2010, através de coligações diferentes, tornando-se o primeiro-ministro mais antigo da história do país.

Continue a ler esta notícia

Relacionados