Professores: sindicatos da plataforma avançam para greve aos exames nacionais - TVI

Professores: sindicatos da plataforma avançam para greve aos exames nacionais

O S.TO.P! já tinha anunciado mais essa forma de protesto. Agora é a vez dos outros sindicatos anunciarem a entrega do pré-aviso de greve para as provas de avaliação e exames nacionais. A revelação foi feita pelo novo secretário-geral da FNE, em entrevista à CNN Portugal

As nove estruturas que compõem a plataforma sindical de professores já entregaram um pré-aviso de greve conjunto para os exames nacionais. A revelação foi feita esta segunda-feira pelo novo secretário-geral da Federação Nacional de Educação (FNE), Pedro Barreiros, em entrevista à CNN Portugal que será divulgada na íntegra esta terça-feira.

Pedro Barreiros confirmou que os sindicatos foram convocados para uma reunião com a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) com vista à definição de serviços mínimos para as avaliações.

“Acredito que essas greves vão ser assumidas pelos professores e que os professores vão aproveitar todas as oportunidades para fazer ver ao Governo que não vão parar.  (…) Um pré-aviso deu entrada e veremos agora da parte do Governo se há disponibilidade para o retirar ou não”, revelou.

O S.TO.P! já tinha anunciado a entrega do pré-aviso de greve aos exames nacionais. FNE, SIPE, ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP e SPLIU  sempre assumiram ter também essa hipótese em cima da mesa e revelam agora a entrega de um pré-aviso de greve conjunto para as mesmas atividades.

O ministro da Educação já tinha adiantado, na semana passada, que o Governo iria solicitar que fossem decretados serviços mínimos caso avançassem as greves às avaliações finais previstas pelos sindicatos para exigir a recuperação do tempo de serviço.

“Os alunos merecem ser avaliados, merecem não ver o seu acesso ao ensino superior comprometido e, portanto, sim, faremos o pedido de declaração de serviços mínimos para essas greves”, afirmou João Costa, em declarações a jornalistas, à margem da festa final da 7.ª edição do projeto Miúdos a Votos, que decorreu em Lisboa na Fundação Calouste Gulbenkian.

Os docentes garantem que a passagem de ciclo dos alunos ou mesmo o acesso ao Ensino Superior não estarão, apesar de tudo, em causa.

Confira aqui o calendário completo dos exames nacionais (Fonte IAVE):

 

Continue a ler esta notícia