Prigozhin recusa assinar contratos com o Kremlin e Grupo Wagner fica impedido de combater na Ucrânia - TVI

Prigozhin recusa assinar contratos com o Kremlin e Grupo Wagner fica impedido de combater na Ucrânia

  • CNN Portugal
  • AM
  • 29 jun, 17:57
Prigozhin (Imagem AP)

Para além de não poder participar na operação militar, o grupo Wagner perde ainda o financiamento do Estado russo

Relacionados

O líder do Grupo Wagner recusou assinar quaisquer contratos com o Kremlin, avança o presidente da Comissão de Defesa da Duma, a câmara baixa do parlamento russo, citado pela RIA Novosti.

Segundo Andrey Kartapolov, Yevgeny Prigozhin recusou cumprir a decisão do Ministério da Defesa de reatribuir ao departamento os combatentes envolvidos na zona de operações militares na Ucrânia. Como resultado desta recusa, os combatentes de Yevgeny Prigozhin não podem continuar a combater na Ucrânia.

"Alguns dias antes da tentativa de rebelião, o Ministério da Defesa anunciou que todas as formações que realizam missões de combate devem assinar um contrato. E toda a gente começou a pôr em prática esta decisão, uma decisão absolutamente correcta. Todos, exceto o Sr. Prigozhin", revelou o deputado.

Para além de não poderem participar na operação militar, o grupo Wagner perde ainda o financiamento do Estado russo.

A agência RIA Novosti acrescenta ainda que Prigozhin já tinha sido informado, ainda antes de 24 de junho, de que os seus soldados não podiam continuar a combater na Ucrânia.

Continue a ler esta notícia

Relacionados