Mísseis, veículos, munições e muito mais. Eis como os EUA vão ajudar a Ucrânia - TVI

Mísseis, veículos, munições e muito mais. Eis como os EUA vão ajudar a Ucrânia

  • CNN Portugal
  • PF
  • 24 abr, 18:44
Fuzileiros norte-americanos treinam com stinger (Vadim Ghirda/AP)

Primeiro equipamento deve começar a ser enviado "nas próximas horas", segundo Joe Biden

O presidente dos Estados Unidos promulgou esta quarta-feira o pacote de 61 mil milhões de dólares, cerca de 57 mil milhões de euros, de apoio militar à Ucrânia.

Num discurso na Casa Branca, Joe Biden adiantou que o equipamento vai começar a ser enviado “nas próximas horas”, e afirmou que este pacote vai tornar o mundo “num lugar mais seguro”.

O presidente americano criticou os mais acérrimos republicanos por terem atrasado a aprovação da medida enquanto a Rússia aumentava os seus ataques contra as cidades ucranianas.

"A reação dos ucranianos tem sido espantosa. São uma força de combate com a vontade e a capacidade de vencer. A América vai enviar-lhes a ajuda de que necessitam para os manter na luta", disse Biden durante o discurso.

"Se Putin triunfar na Ucrânia, o próximo passo das forças russas poderá muito bem ser um ataque direto a um aliado da NATO", acrescentou, citado pela Sky News.

Ainda este mês, os Estados Unidos vão começar a enviar um primeiro pacote, de mil milhões de dólares, ou 935 milhões de euros. No seu site, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos publicou uma lista de todos os equipamentos que serão enviados para o Leste da Europa.

Entre o material, destacam-se as munições de artilharia de 155 milímetros, mísseis anti-aéreos Stinger, mísseis antitanque Javelin, veículos de combate Bradley e ainda munições para os sistemas HIMARS.

Aqui segue a lista completa:

  • Mísseis RIM-7 e AIM-9M para defesa aérea;
  • Mísseis antiaéreos Stinger;
  • Armas ligeiras e munições para armas ligeiras, incluindo munições de calibre .50 para combater os sistemas aéreos não tripulados (drones);
  • Munições adicionais para os sistemas de foguetes de artilharia de alta mobilidade (HIMARS);
  • Munições de artilharia de 155 mm, incluindo munições altamente explosivas e munições convencionais melhoradas de dupla finalidade;
  • Munições de artilharia de 105 mm;
  • Cartuchos de morteiro de 60 mm;
  • Veículos de combate de infantaria Bradley;
  • Veículos protegidos contra emboscadas e resistentes a minas (MRAPs);
  • Veículos polivalentes de alta mobilidade com rodas (HMMWV);
  • Veículos de apoio logístico;
  • Veículos táticos para reboque e transporte de equipamento;
  • Mísseis TOW (Tube-Launched, Optically-Tracked, Wire-Guided);
  • Sistemas antitanque Javelin e AT-4;
  • Munições aéreas de precisão;
  • Equipamento de apoio a aeródromos;
  • Minas antitanque;
  • Minas antipessoal Claymore;
  • Munições de demolição para remoção de obstáculos;
  • Dispositivos de visão noturna;
  • Peças sobressalentes, equipamento de campo, munições de treino, manutenção e outro equipamento auxiliar.
Continue a ler esta notícia