Imagens de drone mostram luxuosa propriedade de Putin a 30 quilómetros da NATO (até tem um sistema de defesa anti-aérea) - TVI

Imagens de drone mostram luxuosa propriedade de Putin a 30 quilómetros da NATO (até tem um sistema de defesa anti-aérea)

Casa de Vladimir Putin na Carélia (Dossier Center)

Situada junto a um lago da Rússia, a casa está registada como propriedade de Yury Kovalchuk, empresário conhecido como "banqueiro de Putin"

Três residências modernas, dois heliportos, vários cais para iates e até um viveiro para produção de trutas ou uma quinta para produção de bife de vaca.

Imagens recolhidas por drones, e que foram reveladas por uma investigação do Dossier Center, um projeto que se destina a “rastrear a atividade criminal de várias pessoas associadas ao Kremlin”, mostram aquilo que parece ser mais uma grande mansão do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Localizada na baía de Marjalahti, no lago Ladoga, a apenas 30 quilómetros da fronteira russa com a Finlândia e, por consequente, com a NATO, esta propriedade localiza-se na república da Carélia, ocupando uma área com cerca de um quilómetro quadrado. Abaixo está o vídeo partilhado pelo Data Center.

Refere o Dossier Center que esta propriedade foi “roubada” ao Parque Nacional de Ladoga Skerries. O mesmo é dizer que, segundo a investigação, Vladimir Putin se aproveitou de terrenos públicos e protegidos para construir três casas e tudo o resto.

Trata-se de uma propriedade altamente vigiada, visivelmente moderna e que fica mesmo à beira do lago. De resto, o Dossier Center refere, ainda que sem dizer como, que conseguiu contornar uma segurança de 24 horas, profissionais das secretas e até mesmo o controlo do sinal do drone utilizado.

Alguns jornais russos como o The Moscow Times, que também atua de forma independente do Kremlin, referem que este método é normalmente utilizado pelos parceiros de Alexei Navalny, opositor russo que continua detido.

Talvez por segurança, esta propriedade tem ainda uma outra caraterística fora do comum. É que as imagens divulgadas mostram uma estrutura em forma de quadrado que tem cerca de dois anos, além de várias marcas de veículos que ficaram na relva. Acredita o Dossier Center que isso é consistente com a informação de que ali foi instalado um sistema anti-caças, garantindo a defesa da propriedade contra ataques aéreos.

Imagem mostra quadrado debaixo do qual poderá estar escondido armamento (Dossier Center)

De acordo com os residentes daquela remota zona da Rússia, Vladimir Putin vai à propriedade pelo menos uma vez por ano, sendo que a construção das casas e de tudo o que as rodeia começou há cerca de 10 anos, depois de ordens vindas de pessoas próximas do presidente russo.

Legalmente a casa é propriedade de Yury Kovalchuk, um empresário e financiador próximo da “rede de empresas que lidam com as atividades de lazer do presidente [Putin] e é responsável pela gestão do seu património imobiliário”, que é mesmo conhecido como "banqueiro de Putin".

Perto do local existe também um hotel que é propriedade de Yury Kolvachuk, além de uma residência do antigo dono do Chelsea, Roman Abramovich.

Continue a ler esta notícia