Kremlin responde a Borrell: “Tudo isto é dito por inveja e impotência” - TVI

Kremlin responde a Borrell: “Tudo isto é dito por inveja e impotência”

  • CNN Portugal
  • ARC
  • 20 ago 2023, 15:54
Kremlin (Alexander Nemenov/Getty Images)

María Zajárova, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, deixou ainda críticas à Europa

Relacionados

Josep Borrell atacou - “A Rússia falhou” - e o Kremlin já retaliou: o chefe da diplomacia da União Europeia (UE) sente “inveja e impotência”. Moscovo fez ainda uma série de críticas à UE.

As declarações de Josep Borrell, numa entrevista ao El País, estão a reacender a indignação do Kremlin. “Tudo isto é dito por inveja e impotência”, afirmou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo María Zajárova, citada pelo jornal espanhol, no sábado.

A acusação é acompanhada de três críticas à Europa. Primeiro: “As pessoas que não conseguem determinar se são homens ou mulheres fariam melhor em permanecer em silêncio até à auto-identificação final”. Segundo: a União Europeia “parece falida, como se tivesse ido à falência e tivesse deixado de se abastecer com combustível de alta qualidade dentro das suas possibilidades”. 

E por fim, o Kremlin diz que “só um país da UE tem armas nucleares”, referindo-se a França, acrescentando que “os restantes nunca as tiveram”. “Sem nada de que se orgulhem, vêm com esta raiva”, termina.

Borrell garantiu ao jornal espanhol que o conflito na Ucrânia é uma guerra “de tentativa e erro”. Nas declarações, que estão a indignar o Kremlin, o chefe da diplomacia da UE considerou ainda que o “projeto de conquista rápida” da Rússia foi “um fiasco completo”.

Esta é a segunda vez que Moscovo mostra indignação face a Borrell. Numa entrevista publicada na revista do Ministério dos Negócios Estrangeiros russos no sábado, Sergei Lavrov lembrou as declarações de Borrell no ano passado, onde garantiu que “esta guerra será ganha no campo de batalha”, e afirmou: “O Ocidente é governado por pessoas como @JosepBorrellF que dividem o mundo entre o seu ‘jardim’ e a ‘selva’ onde vive a maior parte da humanidade.

Continue a ler esta notícia

Relacionados