Contra o turismo de massas, esta famosa aldeia cortou a estrada que lhe dá acesso - TVI

Contra o turismo de massas, esta famosa aldeia cortou a estrada que lhe dá acesso

  • CNN Portugal
  • CNC
  • 29 ago 2023, 15:57
Protesto contra turismo em massa na aldeia de Hallstatt (Photo by REINHARD HOERMANDINGER/APA/AFP via Getty Images)

Decisão surge já depois de ter sido erguida uma "vedação antisselfie" (entretanto retirada)

Relacionados

Os habitantes da famosa aldeia austríaca Hallstatt realizaram um protesto contra o turismo de massas bloqueando a estrada principal de acesso à vila. Hallstatt, a aldeia que se acredita ter servido de inspiração para a criação do reino de Arendelle no filme “Frozen”, da Disney, é parte do Património Mundial da Humanidade e recebe por dia cerca de dez mil visitantes durante a época alta.

No domingo, cerca de 100 habitantes bloquearam durante 15 minutos o túnel de acesso à estrada principal da aldeia como forma de protesto contra o turismo, noticia a Sky News. Alguns membros da multidão seguravam cartazes que diziam: “agora um travão de emergência. Ou seremos atropelados" ou "pensem nos nossos filhos" e "limites radicais para o turismo em massa".

Os residentes pediram também que seja proibida a entrada de autocarros depois das 17:00, hora local, reporta a BBC.

Os habitantes, apesar de reconhecerem que o turismo tem sido bom para a economia local, afirmam que há demasiados turistas.

Nos últimos anos, a popularidade de Hallstatt tem vindo a aumentar, em parte devido à filmagem de algumas cenas para um drama sul-coreano em 2006 que contribuiu para a explosão da popularidade da aldeia na Ásia - foi até construída uma réplica da aldeia na China seis anos depois.

Muitos turistas visitam Hallstatt à procura da selfie perfeita, mas os visitantes trazidos de autocarro são tantos que os habitantes decidiram erigir uma “vedação antisselfie” no início deste ano, de forma a bloquear parte da vista da montanha e a desencorajar os turistas e evitar a poluição sonora criada pelos mesmos, reporta a Sky News. A vedação foi mais tarde retirada devido às reações negativas nas redes sociais.

Já nessa altura o presidente da Câmara queria reduzir para um terço o número de autocarros a circular em Hallstatt.

Continue a ler esta notícia

Relacionados