Ministra da Defesa visita o Brasil com feira internacional e encontro com homólogo na agenda - TVI

Ministra da Defesa visita o Brasil com feira internacional e encontro com homólogo na agenda

  • Agência Lusa
  • PF
  • 10 abr 2023, 17:04
A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, durante a sua audição na Comissão de Defesa Nacional, na Assembleia da República (António Cotrim/ LUSA)

Da agenda pública de quarta-feira faz também parte uma visita da governante às instalações da Embraer, em São Paulo

A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, vai estar no Brasil entre terça e quinta-feira, para visitar a Feira Internacional de Defesa e Segurança, as instalações da Embraer e encontrar-se com o homólogo brasileiro.

Segundo informação enviada às redações, Helena Carreiras desloca-se ao Brasil para uma visita à LAAD Defence & Security 2023 – Feira Internacional de Defesa e Segurança, no Rio de Janeiro, “a maior feira de defesa e segurança da América Latina” que reúne fabricantes e fornecedores de tecnologias para as Forças Armadas, polícias e Forças Especiais.

A ministra participa na terça-feira de manhã na cerimónia de abertura desta feira, visitando depois o stand de Portugal para um encontro com as empresas nacionais representadas, que são 10.

Da parte da tarde, Helena Carreiras participa numa palestra intitulada “Portugal e Brasil numa ordem internacional em mudança: desafios e oportunidades”, na Escola Superior de Guerra, também no Rio de Janeiro.

Da agenda pública de quarta-feira faz parte uma visita da governante às instalações da Embraer, em São Paulo.

No dia seguinte, Helena Carreiras tem marcado um encontro com o ministro da Defesa do Brasil, José Múcio, no Palácio Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Portugal assinou, a 22 de agosto de 2019, os contratos para a compra de cinco aeronaves KC-390 da Embraer, com componentes feitos nas duas fábricas em Évora da construtora aeronáutica brasileira e nas OGMA (Alverca).

O primeiro avião KC-390, dos cinco comprados por Portugal à empresa brasileira Embraer, chegou, em outubro do ano passado, à BA11, a nova ‘casa’ destas aeronaves, informou a Força Aérea Portuguesa.

As aeronaves, que vão substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Portuguesa (FAP), envolvem um total de 827 milhões de euros.

O negócio inclui a aquisição de um simulador de voo e a manutenção das aeronaves nos primeiros 12 anos de vida.

Continue a ler esta notícia