Matou o irmão com quem não falava há cinco anos. Foi condenado a 14 anos de prisão - TVI

Matou o irmão com quem não falava há cinco anos. Foi condenado a 14 anos de prisão

  • Agência Lusa
  • MSM
  • 14 mai, 11:26
Prisão

O homem assumiu ter matado o irmão e mostrou-se arrependido

Relacionados

O Tribunal de Vila Real condenou esta terça-feira um homem de 49 anos a uma pena de 14 anos de prisão pelo homicídio do irmão, em Vila Pouca de Aguiar.

O caso foi julgado por um tribunal de júri que foi pedido pela defesa do arguido.

O coletivo de juízes desqualificou o crime de homicídio qualificado para homicídio simples, agravado pelo uso da arma, e aplicou ao arguido uma pena de 14 anos de prisão e uma multa de 1.500 euros por posse de arma proibida.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo considerou a conduta do arguido como censurável, apesar da vítima ser considerada uma pessoa conflituosa.

As desavenças, devido a terrenos e a gado, entre os dois familiares eram antigas e já há cinco anos que não se falavam.

Na primeira audiência do julgamento, o arguido assumiu ter matado o irmão, um crime que aconteceu a 26 de fevereiro de 2023, e revelou arrependimento pelo crime que foi cometido no lugar da Veiga, em Eiriz, Vreia de Bornes, uma freguesia de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real.

 

Continue a ler esta notícia

Relacionados