Inspeção-Geral das Atividades em Saúde abre inquérito à morte de doente após cirurgia aos ovários em Guimarães - TVI

Inspeção-Geral das Atividades em Saúde abre inquérito à morte de doente após cirurgia aos ovários em Guimarães

  • Agência Lusa
  • BC
  • 21 mar 2023, 18:18

Família da mulher, de 66 anos, acusa o Hospital de Guimarães de negligência médica

Relacionados

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) anunciou esta terça-feira a abertura de inquérito para investigar as circunstâncias da morte de uma paciente, após a família acusar o Hospital de Guimarães de negligência médica durante uma cirurgia aos ovários.

“Informamos que a IGAS determinou a abertura de um processo de inquérito”, respondeu esta entidade à agência Lusa.

Na segunda-feira, o Hospital de Guimarães indicou ter aberto também um inquérito na sequência da morte de Irene Ribeiro, de 66 anos.

“O Hospital da Senhora da Oliveira - Guimarães, EPE, no âmbito da sua política de avaliação de risco e eventos adversos, iniciou o processo de inquérito para averiguar o modo de realização desta cirurgia, o risco associado à sua execução e o contexto - história clínica da paciente”, refere o hospital, na resposta enviada à Lusa.

O funeral de Irene Ribeiro, previsto para segunda-feira, não se realizou, segundo alguns órgãos de comunicação social, devido ao facto de o MP ter determinado a autópsia, na sequência de uma queixa apresentada pela família, por suspeitas de negligência médica.

Segundo o CM, a senhora morreu durante o fim de semana nos Cuidados Intensivos do Hospital de Guimarães, depois de complicações decorrentes de uma intervenção cirúrgica aos ovários.

Continue a ler esta notícia

Relacionados