Nomeado procurador especial para o caso de Hunter Biden - TVI

Nomeado procurador especial para o caso de Hunter Biden

  • CNN Portugal
  • MJC
  • 11 ago 2023, 18:11
Hunter Biden (AP)

David Weiss vai ter mais poderes para investigar as transações financeiras e comerciais de Hunter Biden

O procurador-geral norte-americano, Merrick Garland, anunciou esta sexta-feira a nomeação de um procurador especial para o caso de Hunter Biden, filho do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para aprofundar a investigação antes das eleições presidenciais de 2024.

Garland nomeou  para essa função David Weiss, procurador dos Estados Unidos no estado de Delaware e que tem estado a investigar as transações financeiras e comerciais do filho do presidente.

A investigação parecia estar a chegar ao fim quando um acordo judicial foi anunciado em junho. Hunter Biden deveria declarar-se culpado de duas contravenções fiscais e os promotores concordariam em retirar uma acusação separada de crime de porte de arma se ele se mantivesse longe de problemas legais e passasse no teste de drogas. Os promotores federais também concordaram em recomendar liberdade condicional e não prisão para Hunter Biden.

No entanto, na terça-feira Weiss disse que as negociações de confissão entre sua equipa e Hunter Biden foram interrompidas nas últimas semanas, após uma audiência em Delaware no mês passado na qual a juíza disse que não estava pronta para aceitar o complexo acordo judicial que foi negociado. Com o fracasso das negociações entre o Departamento de Justiça e o filho do presidente Biden, Weiss afirmou que, “na sua opinião, a investigação tinha alcançado um ponto em que ele deveria continuar o trabalho como procurador especial" e pediu para ser nomeado como tal.

Isto dá ao promotor David Weiss mais poderes do que aqueles que habitualmente tem um procurador dos EUA e cria uma situação inédita – com três advogados especiais do Departamento de Justiça investigando atualmente questões relacionadas com o presidente em exercício, com o filho deste e com o presidente anterior.

Continue a ler esta notícia