Iémen: descarga de petroleiro 'Safer' começará na próxima semana no Mar Vermelho - TVI

Iémen: descarga de petroleiro 'Safer' começará na próxima semana no Mar Vermelho

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 10 jul 2023, 17:37
Petroleiro Safer, no Mar Vermelho (AP)

Esta operação é considerada para evitar um derrame de petróleo no Mar Vermelho

Relacionados

A transferência de uma grande carga de petróleo de um superpetroleiro degradado ao largo da costa do Iémen, operação crucial para evitar um derrame de petróleo no Mar Vermelho, começará na próxima semana, informou hoje a ONU.

Numa reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), o coordenador humanitário no Iémen, David Gressly, afirmou que a operação está agendada para o "início da próxima semana" e "levará cerca de duas semanas" até ser concluída.

"Tenho o prazer de informar o Conselho que as autoridades de Sanaa autorizaram hoje a transferência de petróleo do FSO Safer para a embarcação de substituição. O navio de substituição Nautica está a preparar-se para partir de Djibouti. Ele atracará ao lado do Safer e deve começar a receber petróleo no início da próxima semana", disse. "A conclusão da transferência do petróleo será um momento em que o mundo inteiro poderá suspirar de alívio. Terá sido evitada a pior catástrofe humanitária, ambiental e económica de um grande derramamento de petróleo", sublinhou Gressly.

O superpetroleiro FSO Safer, com 47 anos, foi convertido num terminal flutuante de armazenamento e descarga e está ancorado sem qualquer manutenção desde 2015 ao largo do porto estratégico de Hodeida, no oeste do país devastado pela guerra.

“O Safer está totalmente estabilizado para a transferência de petróleo de navio para navio”, acrescentou Gressly, sublinhando no entanto que se mantém um “risco residual” e que foi elaborado um plano “em caso de incidente”.

A operação inédita para a ONU – que inclui a transferência, mas também o reboque do Safer já vazio – está orçamentada em 143 milhões de dólares (130 milhões de euros). Mas ainda faltam 25 milhões de dólares (22,7 milhões de euros) para completar este financiamento, sublinhou David Gressly.

O FSO Safer transporta quatro vezes mais petróleo do que o derramado no desastre do Exxon Valdez em 1989, ao largo do Alasca, um dos piores desastres ambientais do mundo.

Em caso de derrame de petróleo, só o custo da limpeza é estimado em 20 mil milhões de dólares (18,19 mil milhões de euros) pela ONU, sem contar as possíveis consequências ambientais, económicas e humanitárias.

Continue a ler esta notícia

Relacionados