Incêndio em fábrica de bacalhau congelado em Ermidas-Sado - TVI

Incêndio em fábrica de bacalhau congelado em Ermidas-Sado

  • Agência Lusa
  • PP
  • 1 jul 2023, 12:06
Bombeiros

O alerta foi dado pelas 09:04, estando as chamas “circunscritas ao interior da fábrica, não tendo deflagrado para nenhum edifício anexo”

Um incêndio deflagrou na manhã de hoje numa fábrica de bacalhau congelado em Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), estando ainda em curso, disseram fontes da proteção civil e da câmara municipal.

Segundo disse à agência Lusa fonte do Comando Sub-regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo Litoral, o incêndio deflagrou no interior da fábrica de bacalhau congelado da empresa espanhola Maredeus, na Zona de Indústria Ligeira de Ermidas-Sado, no município de Santiago do Cacém.

O alerta foi dado pelas 09:04, estando as chamas “circunscritas ao interior da fábrica, não tendo deflagrado para nenhum edifício anexo”, acrescentou a mesma fonte.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Albano Pereira, disse que o incêndio ocorreu “numa altura em que a fábrica estava parada e sem ninguém no interior”.

De acordo com este responsável, os bombeiros só estão a conseguir entrar no local “com garrafas de oxigénio, devido ao fumo”.

O vereador da Câmara de Santiago do Cacém, que tem o pelouro da proteção civil, afirmou ainda que “é provável que tenha sido um curto-circuito” a causar o incêndio na fábrica da Maredeus, onde trabalham, no total, “cerca de 300 pessoas”.

No local encontram-se um total de 18 viaturas e 50 operacionais dos bombeiros de Alcácer do Sal, Beja, Castro Verde, Cercal do Alentejo, Ferreira do Alentejo, Grândola, Odemira, Ourique, Santiago do Cacém, Santo André e Vila Nova de Milfontes, além da GNR e de uma equipa da Administração dos Portos de Sines e Algarve.

    

Continue a ler esta notícia