Incêndios: Proteção Civil alerta para risco muito elevado no Norte, Centro e Algarve - TVI

Incêndios: Proteção Civil alerta para risco muito elevado no Norte, Centro e Algarve

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 14 abr 2023, 17:34
Incêndio em Vila Real (Lusa/ Pedro Sarmento Costa)

A ANEPC refere também que nos dias de risco de incêndio muito elevado e máximo é proibido fazer queima de amontoados sem autorização ou sem comunicação prévia

Relacionados

A Proteção Civil alertou esta sexta-feira para o risco muito elevado de incêndio nas regiões Norte, Centro e Algarve nos próximos dias devido ao tempo quente e seco e avisou que é proibido fazer queimas e queimadas sem autorização.

Num aviso à população, a Autoridade Nacional de Emergência Proteção Civil (ANEPC) refere as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê para os próximos dias tempo quente e seco, nomeadamente uma subida da temperatura máxima a partir sábado nas regiões do interior e a partir de domingo no litoral.

Segundo a ANEPC, são expectáveis valores entre os 30 e 35 graus no domingo e na segunda-feira, bem como uma descida gradual dos valores da humidade relativa.

A ANEPC alerta para o agravamento do risco de incêndio para nível elevado a muito elevado no interior Norte e Centro, sendo muito elevado a máximo na região do Algarve.

A Proteção Civil salienta que é expectável o aumento do risco de incêndio, com condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais, bem como o aumento da dificuldade das ações de extinção dos fogos, especialmente no interior Norte e Centro e região Sul.

A ANEPC avisa que, de acordo com as disposições legais em vigor, é proibido fazer queimadas extensivas sem autorização, devendo ser pedida informações na câmara municipal ou através do 808 200 520.

A ANEPC refere também que nos dias de risco de incêndio muito elevado e máximo é proibido fazer queima de amontoados sem autorização ou sem comunicação prévia.

Segundo a Proteção Civil, nos dias de risco de incêndio muito elevado e máximo é também proibido utilizar fogo no espaço rural, desinfestar em apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas e usar motorroçadoras, corta-matos e destroçadores.

“A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, de acordo com a legislação em vigor, e tendo especial atenção à evolução do perigo de incêndio neste período”, indica ainda a ANEPC.

Dispositivo excecional de 48 equipas para reforçar combate no fim de semana

Um dispositivo excecional de 48 equipas dos bombeiros vão estar em maior prontidão e reforçar, entre sábado e segunda-feira, o combate aos fogos rurais, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Administração Interna (MAI).

“O Governo aprovou a constituição de um dispositivo excecional de 48 equipas de combate a incêndios, por parte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil para o período de 15 a 17 de abril”, refere o MAI, em comunicado, acrescentando que as equipas são provenientes dos corpos de bombeiros e vão estar “em maior prontidão neste período para reforçar a capacidade de ataque inicial a incêndios rurais”.

Segundo o MAI, as equipas serão ativadas por ordem do Comando Operacional Nacional de Emergência e Proteção Civil nos Comandos Sub-regionais sujeitos a maior pressão de número de ignições e da evolução do cenário meteorológico.

Continue a ler esta notícia

Relacionados