Cerca de 90% perímetro do fogo que lavra em Vimioso está estabilizado - TVI

Cerca de 90% perímetro do fogo que lavra em Vimioso está estabilizado

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 10 ago 2023, 23:59
Incêndio em Argozelo "tem novamente duas frentes ativas". Haverá oito meios aéreos espanhóis no combate às chamas

No terreno estão ainda a trabalhar máquinas de rasto para abrir corta-fogos e controlar as chamas bombeiros apeados ou apoio de veículos de combate a incêndios florestais

Relacionados

O comandante Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil Terras de Trás-os-Montes disse esta quinta-feira que 90% do perímetro do incêndio que deflagrou ao final da manhã no concelho de Vimioso, no distrito de Bragança, está estabilizado.

“A esta hora [22:45] o incêndio que deflagrou em Argozelo está estabilizado, mas ainda temos vários pontos quentes e alguns focos dispersos que vão obrigar a trabalhos de consolidação ao longo da noite”, afirmou João Noel Afonso.

O incêndio que deflagrou ao final da manhã em Argozelo, no concelho de Vimioso, ao final da tarde tinha duas frente ativas que chegaram a preocupar os bombeiros, nomeadamente uma que se dirigia em direção à aldeia de Vale de Pena, estando praticamente “dominada” a essa hora.

João Noel Afonso disse ainda esperar pela ação dos meios aéreos ao romper do dia de sexta-feira, justificando que são importantes para chamada a consolidação dos muitos hectares de terrenos ardidos e de difícil acesso, onde o fogo já foi controlado.

“Os meios aéreos são sempre necessários, mesmo não havendo frente de fogo ativas e são importantes para a consolidação dos pontos quentes que ainda se fazem sentir no perímetro do incêndio”, vincou o comandante sub-regional transmontano.

No combate às chamas em Argozelo, estiveram também empenhados meios espanhóis, com um dispositivo composto por meia centena de operacionais, nove meios aéreos, quatro veículos e quatro máquinas de rasto.

No terreno estão ainda a trabalhar máquinas de rasto para abrir corta-fogos e controlar as chamas bombeiros apeados ou apoio de veículos de combate a incêndios florestais.

Continue a ler esta notícia

Relacionados