Instituto de Gestão Financeira da Educação recupera 2,5 milhões transferidos em esquema de fraude - TVI

Instituto de Gestão Financeira da Educação recupera 2,5 milhões transferidos em esquema de fraude

  • CNN Portugal
  • AM
  • 20 jun, 12:35
Crianças na escola

Em causa estão três transferências bancárias realizadas este mês para o pagamento a uma empresa que presta serviços informáticos

O Ministério da Educação, Ciência e Inovação foi informado esta quinta-feira pelo Instituto de Gestão Financeira da Educação que já foram recuperados os cerca de 2,5 milhões de euros que foram transferidos na sequência de um esquema de fraude.

"O rápido reporte do IGeFE às autoridades competentes – que estão a investigar o caso – permitiu que todas as entidades envolvidas na operação, incluindo o sistema bancário, conseguissem recuperar as verbas esta manhã", adianta o comunicado.

Em causa estão três transferências bancárias realizadas este mês para o pagamento a uma empresa que presta serviços informáticos, tendo as verbas sido transferidas para um IBAN de uma outra entidade.

"Tendo-se apercebido que a empresa que tinha prestado os serviços não estava a receber os pagamentos, o IGeFE apresentou de imediato uma denúncia à Polícia Judiciária, que se encontra a investigar o caso".

Por causa deste caso, o presidente do Conselho Diretivo do IGeFE apresentou a demissão "para preservar a credibilidade e prestígio institucional do IGeFE, entidade essencial para o funcionamento do MECI, sobretudo na gestão diária da dimensão financeira do sistema educativo".

O Ministério acrescenta que ordenou a abertura de um inquérito interno e que foram afastados outros dirigentes com responsabilidades no processo, sem precisar.

Até à nomeação do novo presidente do Conselho Diretivo, mantêm-se em funções os atuais vice-presidente, Edgar Romão, e vogal, Carlos Almeida de Oliveira.

Continue a ler esta notícia