«Messi, Di María e Otamendi? Maradona saiu e a Argentina continuou» - TVI

«Messi, Di María e Otamendi? Maradona saiu e a Argentina continuou»

Lionel Messi, Di María e Otamendi no autocarro da seleção da Argentina, em Buenos Aires (AP)

Lionel Scaloni fala da renovação na seleção

Relacionados

Messi, 36 anos. Di María e Otamendi, ambos jogadores do Benfica, 35.

O selecionador da Argentina, Lionel Scaloni, encarou com naturalidade o futuro fim de ciclo na seleção, quando os futebolistas Lionel Messi, Di María e Nicolás Otamendi já não estiverem ao serviço da equipa nacional.

«Chegou a altura em que Maradona saiu da seleção argentina, o Ruggeri saiu, saíram grandes jogadores e a Argentina continuou», começou por dizer, em entrevista ao jornal espanhol Marca, na sexta-feira.

«Vai doer muito, porque são grandes jogadores, que deram muito, mas temos a obrigação. A seleção argentina, além de Leo ou Maradona, sempre foi uma seleção potente, e teremos o desafio de continuar a sê-lo sem eles. É ao que temos de apontar, porque um dia eles não vão estar: fazer uma equipa igualmente competitiva com outros jogadores. Há que imaginar isso e traçar objetivos para quando eles não estiverem», assinalou Scaloni.

Questionado ainda sobre eventuais rumores de Messi ainda jogar o Mundial 2026, Scaloni, que levou a Argentina à conquista do Mundial 2022, assumiu que não seria estranho. «Hoje, digo que há jogadores que jogaram com essa idade e no caso dele não me surpreenderia. Mas falta tanto. E hoje, no futebol, o tempo passa muito rápido e quando dás conta... A nível físico não tenho dúvidas, só a nível mental. E isso depende de como ele estiver», respondeu.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE