Internacional afasta mascote após denúncia de importunação sexual - TVI

Internacional afasta mascote após denúncia de importunação sexual

Mascote do Internacional, Saci (@sacidointer)

Situação entre funcionário e repórter aconteceu no jogo ante o Grémio

Relacionados

O Internacional afastou o funcionário que faz o papel de mascote do clube, na sequência de uma denúncia de importunação sexual por parte de uma repórter. A situação aconteceu na noite de domingo, no triunfo ante o Grémio, por 3-2.

A jornalista Gisele Kümpel relatou, em declarações ao GloboEsporte, que estava sentada num banco atrás de umas das balizas do estádio, tendo notado um comportamento estranho.

«Ele veio com aquele movimento, deu-me beijo, a minha cabeça mexe, eu senti o suor dele no pescoço e ele abraçado a mim. Eu empurrei-o forte, ele viu que eu não sorri, só que fiquei em choque. O que é que está a acontecer aqui? E comecei a tremer», referiu a repórter, ao GloboEsporte, detalhando que a mascote fez vários gestos na sua direção e ter-se-á abaixado para ver o seu telemóvel.

Em comunicado, reproduzido pela imprensa brasileira na noite de segunda-feira, o Internacional deu conta do afastamento do funcionário, enquanto decorrem investigações.

«Sobre o registo de ocorrência a envolver a figura da mascote Saci, o Sport Club Internacional informa que encaminhou as imagens de seu circuito interno de monitoramento para a Delegacia responsável (…). Confiamos que todos os factos serão devidamente esclarecidos junto da autoridade policial. Por essa razão, e esperando a célere resolução do caso, o funcionário responsável pela mascote e o próprio clube estarão a disposição das autoridades. Até a conclusão do procedimento, o funcionário ficará afastado da representação do Saci», informa o clube brasileiro, manifestando o «seu respeito ao trabalho de toda a imprensa» e repudiando «todo e qualquer caso em que haja importunação ou manifestação de cunho preconceituoso».

O Grémio também se posicionou sobre o caso, em nota oficial. «O Grémio tomou conhecimento da denúncia de importunação sexual feita por uma repórter durante o clássico Grenal no último domingo, 25, no estádio Beira-Rio. Na ocasião, a jornalista Gisele Kümpel, do Canal Monumental, relatou ter sido importunada pela mascote do Sport Club Internacional. O clube espera que as autoridades competentes tomem as medidas cabíveis sobre o caso e reitera repúdio a qualquer ato de assédio ou discriminação, dentro ou fora dos estádios», referem.

Continue a ler esta notícia

Relacionados