Chegou ao fim a relação entre um dos casais mais mediáticos de Espanha: a rainha do social Isabel Preysler, de 71 anos, e o escritor Mario Vargas Llosa, de 86, separaram-se ao fim de oito anos juntos.

O anúncio foi feito pela própria socialite à imprensa espanhola, a quem pediu privacidade. "Eu e o Mario [Vargas Llosa] decidimos acabar de vez com a nossa relação", afirmou Isabel Preysler à revista ¡Hola!, acrescentando: "Não quero fazer mais declarações e agradeço aos amigos e aos meios de comunicação social por nos ajudarem nesta decisão".

A publicação espanhola refere que a gota de água na relação foi uma violenta discussão em dezembro, quando, na casa de Isabel Preysler, o casal se desentendeu devido a ciúmes, algo que levou o escritor peruano a mudar-se para uma outra residência no centro de Madrid. Também a ocupada agenda dos dois é apontado como um fator que pode ter contribuído para este desfecho.

Além disso, na entrevista, a antiga modelo dá sinais do que correu mal na relação, ao referir desejar "uma vida familiar tranquila, sem surpresas, sem discussões ou problemas" ou ao fazer menção a "ciúmes infundados".

Vargas Llosa e Isabel Preysler conheceram-se em julho de 1986, quando a modelo viajou até ao Peru para fazer uma entrevista ao escritor. Mas os rumores de uma relação surgiram apenas em 2015, pouco depois da morte do marido da socialite - o economista Miguel Boyer - numa altura em que o escritor vencedor do Nobel da literatura em 2010 ainda se encontrava em processo de divórcio com Patricia Llosa. Aliás, e foi essa última relação que fez soar os alarmes, quando, no conto Los Vientos, publicado em outubro de 2021, o escritor afirmou: "Todas as noites, parece inacreditável, uma vez que cometi a loucura de deixar a minha mulher, penso nela e sou assaltado por remorsos. Penso que só fiz uma coisa errada na vida: abandonar Carmencita por uma mulher que não valia a pena (...) Todas as noites penso nela e peço-lhe perdão." — Carmen, escreve o El País, é o primeiro nome de Patricia, a mulher de 50 anos por quem deixou Isabel Preysler.

Mario Vargas Llosa junta-se, assim, à sua lista de ex-maridos famosos de Isabel Preysler, depois de Julio Iglesias, o cantor romântico com quem foi casada entre 1971 e 1979 e com o qual teve três filhos; de Carlos Falcó y Fernández de Córdova, 5º Marquês de Griñón, casada entre 1980 e 1985, com quem teve uma filha; e Miguel Boyer, um enlace que se deu em 1987 e que só terminou com a morte do economista e político espanhol, em 2014, e do qual resultou uma filha.