Homem multado em quase 900€ por ter consertado buraco na estrada - TVI

Homem multado em quase 900€ por ter consertado buraco na estrada

  • CNN Portugal
  • BCE
  • 15 mai 2023, 19:25
Buraco na estrada (D.R.)

Italiano, de 72 anos, alega que nos últimos três meses alertou por diversas vezes as autoridades para os perigos daquele buraco na estrada

Relacionados

Um italiano de 72 anos recebeu uma multa de quase 900 euros por ter consertado um buraco na estrada, depois de ter alertado as autoridades locais por diversas vezes para os perigos do estado daquela via destinada à circulação de veículos e peões.

Aconteceu na pequena cidade de Barlassina na Lombardia, onde reside Claudio Trenta, um reformado que disse estar tão frustrado com a inação das autoridades locais perante aquela situação que se arrastava há vários meses, que decidiu ele próprio pôr mãos à obra e tapar o buraco com betume.

Apesar de o ter feito com a melhor das intenções, Claudio Trenta acabou por receber uma multa de 882 euros por "violar o código da estrada" ao realizar um trabalho num espaço público sem autorização ou competência para tal. É isso mesmo que refere a carta que o próprio divulgou nas redes sociais, manifestando-se incrédulo com o que designou como uma "injustiça".

Além da multa, terá ainda de deixar o buraco no estado em que estava inicialmente. “Se eles pensam que sou idiota, estão enganados. Eles provocaram-me, então agora vou apresentar queixa contra a autarquia por negligência”, garantiu Trenta, citado pelo The Guardian.

Mas Claudio Trenta não está sozinho nesta luta: nos comentários da publicação somam-se manifestações de apoio de vários utilizadores, numa onda de solidariedade que apanhou este cidadão de surpresa, instalando-se assim um debate alargado que até já chegou ao governo.

Um utilizador refere num dos comentários da publicação: “Hoje enviei um e-mail à câmara municipal de Barlassina. Estou ciente das realidades da Calábria e da Sicília, onde as estradas foram reduzidas a peneiras e, se as pessoas não colocarem elas próprias mãos à obra, tudo colapsa.”

Outro utilizador comentou que as autoridades é que deveriam "reembolsá-lo pelo dinheiro que gastou num balde de betume". Entretanto, Vittorio Sgarbi, secretário adjunto do Ministério da Cultura de Itália, juntou-se ao debate, defendendo que a polícia local deveria ter tido "bom senso" e "agradecido" ao "cavalheiro” pelo seu gesto.

Continue a ler esta notícia

Relacionados