Ir ao supermercado está cada vez mais caro. Inflação acelera para 2,3% em janeiro - TVI

Ir ao supermercado está cada vez mais caro. Inflação acelera para 2,3% em janeiro

  • Agência Lusa
  • NM
  • 31 jan, 11:44
Taxa de inflação na zona euro sobre para 7% em abril. (Yonhap/ LusaH)

Aumentos impulsionados pelos preços da eletricidade e pelo fim do IVA Zero

Relacionados

A taxa de inflação terá aumentado para 2,3% em janeiro, mais 0,9 pontos percentuais que em dezembro de 2023, impulsionada pelos preços da eletricidade e pelo fim do IVA Zero, segundo a estimativa rápida divulgada esta quarta-feira pelo INE.

“Esta aceleração é em parte explicada pelo aumento de preços da eletricidade e pelo fim da isenção de IVA num conjunto de bens alimentares essenciais”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE) em comunicado.

O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) terá registado uma variação de 2,5% em janeiro (contra 2,6% no mês precedente).

Já a variação do índice relativo aos produtos energéticos aumentou para 0,2% (-10,5% no mês precedente), enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados terá acelerado para 3,2% (2,0% em dezembro).

Comparativamente com o mês anterior, a variação do IPC terá sido nula (-0,4% em dezembro e -0,9% em janeiro de 2023).

Nos últimos 12 meses, o INE estima uma variação média de 3,8% (4,3% no mês anterior).

Em janeiro, o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 2,6%, contra 1,9% no mês precedente.

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de janeiro de 2024 serão publicados a 12 de fevereiro.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE