Incêndio num depósito de combustível na Indonésia faz 17 mortos e 50 feridos - TVI

Incêndio num depósito de combustível na Indonésia faz 17 mortos e 50 feridos

  • Agência Lusa
  • 4 mar 2023, 08:28
Incêndio em Jacarta, Indonésia (Garry Lotulung/NurPhoto via Getty Images)

Causa do incêndio, já controlado, ainda não é conhecida

Um incêndio que deflagrou na noite de sexta-feira num depósito de armazenamento de combustível em Jacarta, capital da Indonésia, fez pelo menos 17 mortos, de acordo com as autoridades.

O incêndio, já controlado, fez ainda 50 feridos, escreveu na rede social Twitter o Corpo de Bombeiros de Jacarta.

A estação de armazenamento de combustível, operada pela empresa estatal de petróleo e gás Pertamina, fica perto de uma área densamente povoada no bairro de Tanah Merah, a norte da capital indonésia.

Está ainda em curso uma investigação para determinar a causa do incêndio, disse aos jornalistas o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas do país, Dudung Abdurachman.

Imagens do incêndio, difundidas pelas cadeias televisivas, mostraram centenas de pessoas a correr em pânico enquanto espessas nuvens de fumo preto enchiam o céu.

O chefe dos bombeiros do norte de Jacarta, Satriadi Gunawan, disse à agência France-Presse que recebeu informações preliminares de que um cano teria rebentado naquele depósito.

O responsável salientou ainda que os bombeiros - mais de 250 - intervieram rapidamente para conter o incêndio, de forma a impedir que as chamas alcançassem as áreas residenciais próximas.

A diretora executiva da Pertamina, Nicke Widyawati, comprometeu-se a fazer "um estudo interno exaustivo para assegurar que um acidente semelhante não volte a acontecer".

Widyawati disse que o abastecimento de combustível no país não foi afetado, com outros terminais a assumirem o controlo.

Um incêndio deflagrou em 2009 no mesmo depósito e outro nas proximidades afetou 40 casas, em 2014, não tendo sido registadas vítimas nos dois incidentes.

Já em 2021, um incêndio de grande dimensão deflagrou em Java Ocidental, na refinaria Balongan, uma das maiores do país, também propriedade da Pertamina. O incêndio esteve ativo durante dois dias e levou à retirada de milhares de pessoas.

Continue a ler esta notícia