Intoxicação acidental com fentanil levou ex-nadadora americana à morte - TVI

Intoxicação acidental com fentanil levou ex-nadadora americana à morte

  • CNN
  • Steve Almasy e Jennifer Henderson
  • 29 ago 2023, 18:31
JAMIE CAIL Foto Todd Warshaw _ Getty Images

Autópsia revela que a morte de ex-nadadora americana nas Ilhas Virgens Americanas, ocorrida no início deste ano, foi causada por uma intoxicação acidental com fentanil

A morte, no início deste ano, da antiga campeã de natação dos EUA Jamie Cail foi considerada acidental e relacionada com fentanil, de acordo com uma publicação no Facebook do Departamento de Polícia das Ilhas Virgens Americanas.

O relatório de autópsia do Gabinete do Médico Legista das Ilhas Virgens Americanas indica a causa da morte de Cail como "intoxicação por fentanil com aspiração de conteúdo gástrico", informou a polícia na sexta-feira.

Cail, que tinha 42 anos, morreu em fevereiro na ilha de St. John. A polícia disse na altura que o seu namorado, que não foi identificado, saiu de um bar pouco depois da meia-noite para ver como ela estava e encontrou-a no chão da sua casa.

O namorado e um amigo levaram-na para o Centro de Saúde Comunitário Myrah Keating-Smith, onde ela foi submetida a reanimação, segundo as autoridades.

Cail, que tinha vivido anteriormente em New Hampshire, acabou por "sucumbir à sua doença", acrescentaram as autoridades, dizendo que ela tinha morrido à chegada.

O fentanil é um opióide totalmente sintético, originalmente desenvolvido como um poderoso anestésico para cirurgia. É também administrado para aliviar dores fortes associadas a doenças terminais como o cancro.

A droga é até 100 vezes mais potente do que a morfina e apenas uma pequena dose pode ser mortal. O fentanil produzido ilegalmente tem sido um fator determinante no número de mortes por overdose nos últimos anos.

Cail ganhou o ouro no Campeonato Pan-Pacífico de 1997 como membro da equipa feminina de 4x200 metros livres dos EUA, de acordo com a FINA, o órgão internacional que rege a natação. Ela também ganhou uma medalha de prata em novembro de 1998 na Taça do Mundo de Natação da FINA, no Brasil, nos 800 metros livres femininos.

A USA Swimming disse num comunicado de fevereiro que Cail era "uma querida companheira de equipa".

Quando adolescente, Cail passou algum tempo na Bolles School em Jacksonville, Flórida, uma escola particular preparatória para a faculdade conhecida como uma potência em natação e mergulho.

O ex-nadador de Bolles Jooyoung Lee disse à CNN em fevereiro que "nunca conheceu ninguém que tivesse uma ética de trabalho como Jamie".

"Ela era forte... uma competidora a sério", disse ele, observando que ela se esforçaria até a exaustão total durante o treino. "Mas, fora da piscina, era uma pessoa muito doce e sensível."

Cail foi listada entre os 16 melhores atletas do país na sua faixa etária em pelo menos 10 eventos nos rankings da US Swimming para a temporada 1996-97.

Cail nadou brevemente na Universidade do Sul da Califórnia antes de se transferir para a Universidade do Maine, onde ganhou uma carta na sua única temporada. Formou-se em 2003.

 

Jean Casarez, Kristina Sgueglia, Wayne Sterling e Jill Martin, da CNN, contribuíram para este artigo..

Continue a ler esta notícia