Chuva no sudoeste do Japão obriga à retirada de residentes e suspensão de comboios - TVI

Chuva no sudoeste do Japão obriga à retirada de residentes e suspensão de comboios

  • Agência Lusa
  • AM
  • 9 jul 2023, 08:15
Chuvas no Japão (AP)

Em apenas seis horas, foram registados mais de 100 milímetros de precipitação na região

As autoridades japonesas recomendaram este domingo a mais de 370 mil residentes, no sudoeste do Japão, para saírem das suas casas, devido à chuva torrencial.

A frente de chuva que tem afetado a metade sul do arquipélago japonês causou estragos particularmente significativos na prefeitura de Shimane, onde foram registados 20 transbordamentos de rios e 15 incidentes de aluimento de terras.

As autoridades locais pediram a mais de 370 mil pessoas de duas localidades da província que abandonassem as suas casas e se dirigissem a centros de acolhimento, além de recomendar a suspensão de comboios regionais e de alta velocidade.

De acordo com a Agência Meteorológica do Japão (JMA), foram registados mais de 100 milímetros de precipitação na região no espaço de seis horas.

A polícia e os serviços de socorro estão à procura de possíveis passageiros de um veículo que foi arrastado por um rio, noticiaram os meios de comunicação social locais.

As condições meteorológicas também perturbaram os comboios de alta velocidade entre as estações de Hiroxima e Hakata, no sudoeste do país, de acordo com a operadora.

A JMA alertou para o risco de inundações contínuas, aluimentos de terra e outros incidentes relacionados com as chuvas torrenciais previstas para todo o domingo nas regiões oeste, sudoeste e centro do país.

Continue a ler esta notícia