Jean-Marie Le Pen hospitalizado em estado grave. “Pode ser de natureza cardíaca” - TVI

Jean-Marie Le Pen hospitalizado em estado grave. “Pode ser de natureza cardíaca”

  • CNN Portugal
  • JGR
  • 15 abr 2023, 22:58
Jean-Marie Le Pen (AP Photo/Thibault Camus)

Um amigo do político francês de extrema-direita descreve que Le Pen sentiu “um grande cansaço, talvez de natureza cardíaca"

Jean Marie Le Pen, o fundador do partido nacionalista de extrema-direita Frente Nacional e pai de Marine Le Pen, foi internado este sábado, num hospital na região de Paris, avança o jornal francês Le Point. A mesma publicação refere que Le Pen, de 94 anos, se encontra em estado grave mas "consciente".

Um amigo do político francês de extrema-direita descreve que Le Pen sentiu “um grande cansaço, talvez de natureza cardíaca, que justificou por parte dos seus médicos um internamento imediato”.

Cinco vezes candidato presidencial e sem responsabilidade política desde o fim do seu mandato europeu em 2019, Jean-Marie continua a ser um assíduo comentador da vida política francesa.

Recorde-se que, no ano passado, Le Pen já tinha estado hospitalizado após sofrer um Acidente Vascular Cerebral.

Le Pen começou sua carreira política na década de 1950 como membro do Partido Socialista Francês. Ele acabou por deixar o partido em 1972 para fundar o Front National, atualmente conhecido como Rassemblement National. Jean-Marie Le Pen acabou por ganhar destaque nacional em 1984, quando se candidatou à presidência da França e obteve quase 11% dos votos no primeiro turno das eleições.

Le Pen foi eleito para o Parlamento Europeu em 1984 e foi reeleito sucessivamente até 2014. Durante este período, ele tornou-se conhecido pelas suas declarações polémicas sobre questões de imigração, racismo e Holocausto, estando no centro de diversas controvérsias. 

Em 2002, Le Pen surpreendeu ao chegar ao segundo turno das eleições presidenciais francesas, perdendo para o candidato Jacques Chirac. Após essa derrota, Le Pen se aposentou da liderança do Front National, sendo sucedido por sua filha Marine Le Pen em 2011.

Continue a ler esta notícia