JMJ: já está a ser montado um hospital de campanha capaz de atender diariamente cerca 100 peregrinos - TVI

JMJ: já está a ser montado um hospital de campanha capaz de atender diariamente cerca 100 peregrinos

  • Agência Lusa
  • CNC
  • 24 jul 2023, 16:16
Jornada Mundial da Juventude (Foto: Antoine Mekary/Godong/Universal Images Group via Getty Images)

Relacionados

O Instituto Nacional de Emergência Médica montou esta segunda-feira no parque Tejo, em Lisboa, um hospital de campanha com capacidade para atender diariamente 100 peregrinos e que funcionará nos últimos dois dias da Jornada Mundial da Juventude.

Os trabalhos de montagem dos Módulos de Emergência Médica do INEM começaram cerca das 09:00 desta segunda-feira e estenderam-se durante a manhã, envolvendo cerca de 10 técnicos da área da logística e técnicos de emergência hospitalar.

Entre as várias unidades montadas estão uma sala de admissão e triagem dos doentes, uma área de ambulatório, uma sala de emergência e outra de pequena cirurgia, ortopedia e raio X, bem como uma área de decisão clínica e um espaço de descanso para os profissionais.

Presente no local dos trabalhos, em frente ao altar-palco onde o Papa Francisco presidirá à missa final do evento, que reunirá cerca de 1,5 milhões de peregrinos em Lisboa, o responsável pela organização da reposta do INEM na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Ivo Cardoso, explicou que esta estrutura de apoio é uma de quatro: no parque Tejo são duas, uma em Lisboa e outra em Loures; no Parque Eduardo VII há mais uma e em Fátima outra, que já está montada.

A estrutura tem capacidade de apoio em saúde e emergência médica para responder ao que possa acontecer durante os eventos e “tentar evitar que os doentes possam ter que recorrer aos serviços dos hospitais”, explicou Ivo Cardoso.

O objetivo é fazer “uma zona tampão para os hospitais”, disse o enfermeiro, sublinhando que é para isso também que o INEM se tem vindo a preparar, para apoiar o comité organizador local, que tem a responsabilidade de organizar todo o evento, que decorre de 01 a 06 de agosto, e de dar apoio direto aos peregrinos.

Faseadamente, em cada uma destas unidades vão estar sempre cerca de 30 profissionais, nomeadamente médicos, enfermeiros, técnicos de emergência pré-hospitalar e elementos da logística e da informática, sendo que “todos vão ser importantes para o sucesso do tratamento destes doentes”, disse.

Cada unidade terá ainda o apoio de ambulâncias.

No total, o dispositivo, incluindo os parceiros, contará aproximadamente com 500 operacionais para dar resposta ao evento.

Sobre a capacidade de atendimento diário do hospital de campanha, o responsável disse que estes módulos estão habitualmente preparados para atender 100 doentes dia, mas não há nenhum número limite: “Nós atenderemos todas as pessoas que for necessário atender”.

Relativamente aos problemas de saúde que possam surgir, Ivo Cardoso disse que estarão sobretudo relacionadas com o calor, nomeadamente desidratações e insolações, mas assegurou que as unidades estão preparadas para todas as situações de trauma que possam ocorrer ou situações graves que, caso seja necessário, serão encaminhadas para a unidade de saúde adequada para o efeito.

Questionado sobre a falta de operacionais e de meios, Ivo Cardoso explicou que tem vindo a ser preparado “um dispositivo extra” para a Jornada Mundial da Juventude. Desde maio que o INEM tem vindo a fazer um reforço do sistema integrado de emergência médica através de diversos meios com os parceiros, para se reforçar também aquilo que é a resposta do sistema integrado de emergência médica”.

Ivo Cardoso salientou que o INEM conta no seu dispositivo com um conjunto de parceiros, nomeadamente os bombeiros, a Cruz Vermelha Portuguesa e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, para dar esta resposta e apoio na Jornada Mundial da Juventude.

Continue a ler esta notícia

Relacionados