85% dos líderes empresariais dizem que questões sociais são preocupações urgentes - TVI

85% dos líderes empresariais dizem que questões sociais são preocupações urgentes

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • Joana Nabais Ferreira
  • 4 ago 2023, 10:47
(Foto Rick Madonik/Toronto Star via Getty Images)

Mais de metade admite que as suas empresas estão focadas em gerar "soluções que influenciam a sociedade de maneira positiva" ou em "manter um equilíbrio entre as necessidades de todas as suas partes"

Relacionados

A grande maioria dos líderes empresariais de todo o mundo (85%) considera as questões sociais como preocupações “urgentes” para as suas empresas. Uma larga maioria (60%) dos executivos indica ainda que as suas empresas já estão focadas em gerar “soluções que influenciam a sociedade de maneira positiva” ou em”manter um equilíbrio entre as necessidades de todas as suas partes interessadas”, revela o estudo “Making Business Do Better for Everyone”, da Bain & Company.

“As empresas líderes em questões sociais, como a diversidade e a responsabilidade social nas cadeias de abastecimento, não veem estes esforços como mitigadores de risco, mas como uma oportunidade para gerar valor e oferecer um melhor serviço às suas partes interessadas. O desafio para os executivos é encontrar a melhor forma de transformar as preocupações sociais em oportunidades comerciais sustentáveis”, começa por dizer Clara Albuquerque, partner da Bain & Company.

“É aconselhável começar com um foco nas comunidades locais, nos clientes, nos trabalhadores e nos fornecedores, identificando ações que possam abordar as questões sociais de cada parte interessada”, acrescenta, citada em comunicado.

Os executivos inquiridos afirmaram ainda que o desempenho social de uma empresa pode influenciar os resultados da mesma. As empresas líderes nestas práticas já registam um maior crescimento das receitas do que os seus concorrentes que ignoram as questões sociais.

Além disso, os CEO consultados afirmam que a consciência social lhes têm permitido alcançar uma taxa mais elevada de captação de clientes e de talento, bem como contar com maior facilidade de financiamento.

Quatro áreas de oportunidade

O estudo levado a cabo pela consultora identificou ainda quatro áreas de oportunidade para transformar as soluções sociais em oportunidades de negócio.

1. Melhorar as condições das comunidades

As comunidades locais são influenciadas, em grande medida, pelas empresas que nelas operam. “Ao melhorar as condições destas comunidades, através de uma perspetiva social e económica, também se impulsiona o rendimento empresarial nesses territórios“, sugere.

2. Identificar novas fontes de valor para o cliente

Aplicar uma abordagem social aos clientes e aos mercados pode levar a oportunidades de criação de valor em segmentos de clientes totalmente novos, incluindo mercados com menor penetração.

3. Investir na força de trabalho atual e futura

Dados os desafios que as empresas enfrentam atualmente para atrair e reter os talentos certos, as empresas podem passar de serem “caçadoras de talentos” para “formadoras de talentos“, ao investirem na aprendizagem e no desenvolvimento dos colaboradores.

4. Construir relações socialmente responsáveis com os fornecedores

“Ao olharem para as suas cadeias de abastecimento de um ponto de vista social, as empresas podem colaborar com os seus fornecedores para garantir práticas justas e equitativas, ao mesmo tempo que melhoram a resiliência das suas cadeias de abastecimento de ponto-a-ponto.”

O estudo da Bain & Company resultou de um inquérito junto de quase 300 CEO de todo o mundo. Aceda ao documento aqui.

Continue a ler esta notícia

Relacionados