O estranho caso do segundo amarelo a «Dibu» Martínez: a explicação para não ter sido expulso - TVI

O estranho caso do segundo amarelo a «Dibu» Martínez: a explicação para não ter sido expulso

Emiliano Martínez e o árbitro do encontro entre o Lille e o Aston Villa, da Liga Europa (Photo by SAMEER AL-DOUMY/AFP via Getty Images)

Cartões mostrados durante o jogo não são transportados para os penáltis

Relacionados

O Aston Villa eliminou o Lille de Paulo Fonseca nos quartos de final da Liga Conferência, após as grandes penalidades. Aí, brilhou, mais uma vez, Emiliano Martínez, num jogo que ficou marcado por um caso, no mínimo, insólito.

No desempate por penáltis, o guarda-redes argentino defendeu a tentativa de Bentaleb e festejou com algumas provocações aos adeptos franceses, algo que já tinha feito na final do Mundial 2022.

«Dibu», como é conhecido, mandou calar os gauleses e viu o segundo cartão amarelo, depois de ter visto o primeiro aos 39 minutos por estar a perder tempo no encontro.

Martínez ficou, desde logo, em pânico com a hipótese de ser expulso na fase decisiva na partida, mas acabou por não ver o cartão vermelho na partida em França, algo que deixou incrédulos muitos adeptos de futebol.

A explicação? Os cartões mostrados durante o tempo regulamentar + prolongamento não são transportados para o desempate por penáltis e por isso Emiliano Martínez teria de ver outro amarelo para ser expulso do duelo que valeu a passagem do Aston Villa às meias-finais da Liga Conferência.

Continue a ler esta notícia

Relacionados