Arouca-Casa Pia, 0-1 (crónica) - TVI

Arouca-Casa Pia, 0-1 (crónica)

Horas extras para vencer

Relacionados

O Casa Pia ganhou pela primeira vez na sua história ao Arouca (0-1).

Para fazer o que nunca tinham feito, os gansos precisaram de horas extras: Felippe Cardoso, que tinha saltado do banco aos 73 minutos, decidiu a partida com um golo aos 90+2. Por sua vez, os arouquenses perdem pela primeira vez na Liga e caem para o 11.º posto.

A vitória acaba por ajustar-se, visto que o Casa Pia foi melhor durante mais tempo.

A equipa de Filipe Martins criou as melhores (e únicas) ocasiões da primeira metade. Clayton teve nos pés a melhor situação, mas desviou ao lado o cruzamento de Fernando Andrade (titular pela primeira vez em mais de ano e meio). Já o Arouca limitou-se a um par de remates de fora da área que Ricardo Batista segurou sem problemas. 

O espetáculo ficou aquém, diga-se. 

A segunda parte foi diferente: aberta e com ocasiões junto das duas balizas. Começou melhor o Casa Pia que teve em Clayton o rosto do desperdício: dois remates em excelente ocasião que não levaram a direção certa. Quando o brasileiro acertou na baliza, De Arruabarrena brilhou.

O Arouca nunca foi verdadeiramente ameaçar apesar das tentativas, sem sucesso, de Mújica e Sylla. A melhor ocasião dos arouquenses saiu dos pés de Puche: remate ao poste. Esse lance de golo iminente surgiu dois minutos após Felippe Cardoso ter acertado no ferro da baliza contrária.

O Casa Pia tanto tentou que acabou por ser recompensado. Quando já nada o fazia prever, Pablo Roberto fugiu na direita e serviu Felippe Cardoso para o golo que decidiu a partida.

Finalmente, suspiraram os gansos.
 

Continue a ler esta notícia

Relacionados