Estoril-Sp. Braga, 0-1 (destaques) - TVI

Estoril-Sp. Braga, 0-1 (destaques)

Estoril-Sp. Braga (ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA)

O exemplo de Moutinho e o mergulho de Djaló

Relacionados

Momento do jogo: o mergulho de Alvaro Djaló

Minuto 64. Cristian Borja, que tinha chegado ao intervalo em dificuldades, combina com Ricardo Horta sobre a esquerda, desce até à linha de fundo e cruza tenso para a pequena área onde surge Alvaro Djaló a mergulhar para abrir o marcador de cabeça. Um golo de belo efeito que permite ao Sp. Braga vencer pela primeira vez sob o comando de Rui Duarte e, assim, alcançar o FC Porto no terceiro lugar da classificação.

Figura do jogo: Moutinho com equipa às costas

Aos 37 anos, já com 39 jogos nas pernas esta época, o experiente médio foi, de longe, o melhor em campo, numa noite em que muitos dos principais destaques das duas equipas estiveram apagados. O médio esteve em particular destaque na primeira parte, pautando o ritmo de jogo, começando a jogar ao lado de Vítor Carvalho, para depois ir subindo cada vez mais no jogo, chegando ao intervalo já com várias aparições na área do Estoril. Continuou muito dado ao jogo na segunda parte e foi ele que impôs a subida de ritmo que acabou por levar o Sp. Braga ao golo.

Outros destaques:

Victor Gomez

Bom jogo do lateral direito do Sp. Braga, sobretudo, na primeira parte em que conseguiu oferecer mais profundidade à sua equipa do que Cristian Borja do lado contrário. Combinou muitas vezes com Moutinho para depois subir no terreno e chegar mesmo à área, permitindo a Alvaro Djaló, no mesmo corredor, procurar terrenos mais interiores.

Ricardo Horta

Andou desaparecido em boa parte do jogo, mas acabou por deixar a sua marca no jogo no arranque da segunda parte, período em que o Sp. Braga cresceu até ao golo de Álvaro Djaló. Na primeira parte praticamente não tocou na bola, mas na segunda entrou a todo o gás. Fez um passe para Bruma rematar e está também no início da jogada que resultou no golo solitário de Djaló.

Tiago Araújo

Bom jogo do lateral do Estoril tanto a fechar o corredor, como a subir na resposta, com destaque para uma grande oportunidade, logo a abrir a segunda parte, em que rematou com demasiada força, com a bola a ganhar altura e a sair mesmo para fora do estádio.

Mateus Fernandes

Entrou muito bem no jogo, com destaque para um cruzamento atrasado para um remate de Wagner Pina, mas depois teve de se concentrar em ajudar a equipa a defender à medida que o Sp. Braga foi crescendo no jogo.

Wagner Pina

Tem vindo a crescer nesta etapa final da temporada e esta noite aproveitou a ausência de Rodrigo Gomes para marcar mais uns pontos. Esteve sempre muito em jogo e teve oportunidades para visar a baliza de Matheus.

Continue a ler esta notícia

Relacionados