FC Porto-Casa Pia, 3-1 (destaques) - TVI

FC Porto-Casa Pia, 3-1 (destaques)

Eustáquio em toda a linha e o golo dos tais jovens

Relacionados

FIGURA: Stephen Eustáquio

Duas assistências para golo, o primeiro por Evanilson e o terceiro e último do FC Porto, por, Pepe, num jogo com várias notas interessantes do internacional canadiano. Esteve bem na ligação de jogo da equipa para o ataque, apareceu em diferentes zonas no terço ofensivo e até foi o primeiro a ficar perto do golo, logo aos três minutos, obrigando Ricardo Batista à primeira intervenção difícil. Um jogo muito competente e quase sem falhas. Talvez na mais visível, uma má receção aos 36 minutos que potenciou a resposta do Casa Pia, foi anular o remate a Yuki Soma, numa prova de atitude e reação à perda.

MOMENTO: o golo dos tais jovens em que Conceição promete apostar

João Mendes e Zé Pedro têm sido dois dos nomes oriundos da equipa B que têm surgido esta época na equipa principal e, este sábado, aos 49 minutos do Casa Pia, construíram maior tranquilidade ao FC Porto, com o 2-0. João Mendes bateu um canto da direita e Zé Pedro fez o golo, de cabeça, num momento que mereceu um festejo especial em equipa e perante os adeptos.

OUTROS DESTAQUES

Zé Pedro: noite especial para o central de 26 anos, com o primeiro golo pela equipa principal. Além do golo, uma exibição competente e confiante na defesa.

Evanilson: o avançado brasileiro abriu caminho à vitória do FC Porto com o 1-0 apontado aos 12 minutos, importante para a construção do resultado e de uma vitória que cola os dragões ao Sporting no topo da classificação.

Pepê: bem a ocupar várias zonas no ataque, deu soluções na progressão da equipa e no ataque à baliza do Casa Pia. Alguns rasgos de criatividade e inteligência no passe, a procurar colegas.

Fernando Andrade: no regresso ao Dragão, destacou-se pelo golo marcado, que reduziu a desvantagem do Casa Pia perto do apito final.

Pepe: deu maior tranquilidade à vantagem do FC Porto, com uma finalização à boca da baliza, com sentido de oportunidade, antes de sair com a ovação da noite.

Diogo Costa: não teve muito trabalho, mas no pouco que teve, foi importante para o FC Porto. Exemplo maior o lance em cima do intervalo em que nega o empate a Yuki Soma numa tentativa em que a bola ainda desvia em Pepe. Na segunda parte, foi seguro a defender um remate de Tiago Dias, aos 54 minutos. Só não negou mesmo o penálti a Fernando Andrade.

João Mendes: voltou a ser aposta de Conceição no lado esquerdo da defesa e fez por merecer a oportunidade. Salienta-se a assistência para o golo de Zé Pedro, com quem partilhou já muitos jogos na equipa B e, agora, na principal.

Jajá: deu alguma vida ao ataque do Casa Pia na última meia-hora de jogo, depois de lançado aos 61 minutos. Está no lance que origina o penálti.

Continue a ler esta notícia

Relacionados