Luís Freire: «Vítor Gomes foi possivelmente o melhor capitão que tive» - TVI

Luís Freire: «Vítor Gomes foi possivelmente o melhor capitão que tive»

  • Vítor Maia
  • Estádio do Rio Ave, Vila do Conde
  • 26 mai 2023, 22:44
Santa Clara-Rio Ave (EDUARDO COSTA/LUSA)

O técnico do Rio Ave teceu rasgados elogios ao experiente médio sem garantir a sua continuidade no clube

Relacionados

Luís Freire, treinador do Rio Ave, em declarações na sala de imprensa dos vila-condenses, após o empate a duas bolas contra o Famalicão, na última jornada da Liga:

«O jogo é o espelho da época. Não começámos da melhor maneira, tal como não começámos a época, e sofremos dois golos quase seguidos. Não estávamos a conseguir travar o contra-ataque do Famalicão. O Famalicão baixou muito o bloco com 11 jogadores e ainda mais com dez. Ficámos com mais um jogador cedo no jogo.

A equipa ganhou ascendente mesmo antes da expulsão. Metemos o Sávio no lugar do Renato para ter mais profundidade nos corredores. O 2-1 poderia ter aparecido antes do intervalo. Ao intervalo mudáms e decidimos apostar mais no jogo aéreo porque íamos estar mais perto da baliza do Famalicão. Tentámos imprimir um ritmo mais alto ao contrário do Famalicão que tentou baixar o ritmo. 

A equipa já estava a acreditar antes do 2-1 e depois do golo acreditou ainda mais. Fizemos o 2-2 e por pouco não chegámos ao 3-2. Era justo porque fomos quem mais oportunidades criou e quem mais rematou. O Famalicão apenas chegou à nossa baliza em lances individuais. Os jogadores tiveram uma grande atitude, um espírito guerreiro. Sinto um orgulho muito grande pelo que conseguimos fazer. Atingimos o objetivo cedo e lançámos seis jovens dos juniores e dos sub-23. Foi uma época tremendamente positivo para o regresso à Liga. É mérito de todos mas acima de tudo dos jogadores que nos momentos complicados estiveram do lado certo e mostraram entrega, companheirismo e solidariedade. Foi o que nos valeu.»

[Conversa com Vítor Gomes no final]:

«Tive grandes capitães de equipa. Já tenho uma carreira de 11 anos. Mas o Vítor Gomes mostrou o que é ser um enorme capitão, de coração cheio. Não gosto de comparar, mas possivelmente foi o melhor capitão que tive. Esteve sempre do lado do clube, do treinador e dos jogadores. Dá o exemplo com um sorriso. É um profissional incrível. Jogue ou não, seja ou não convocado, a postura é sempre igual. Representa o que é o Rio Ave, é de Vila do Conde. É indiscutivelmente o capitão desta equipa e merece ser valorizado por tudo o que fez nestes dois anos. Vai estar no meu coração e no coração dos adeptos para sempre. Foi mais ao menos isto que lhe disse.»







 

Continue a ler esta notícia

Relacionados