Rui Borges: «Tínhamos de pensar mais rápido, antecipar mais rápido» - TVI

Rui Borges: «Tínhamos de pensar mais rápido, antecipar mais rápido»

Moreirense-Sporting, 0-2 (reportagem)

Declarações de Rui Borges, treinador do Moreirense, na sala de imprensa do Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, após a derrota (0-2) frente ao Sporting:

«O golo sofrido aos três minutos condiciona tudo, quebra a nossa equipa a nível anímico e mental. Dá animo ao Sporting, que está num ritmo muito positivo, o que levou a que fosse uma primeira parte de organização, de tentar bloquear o Sporting. Tínhamos de pensar mais rápido, antecipar mais rápido, porque estão numa dinâmica muito boa. No primeiro golo acabam por ter alguma sorte, no segundo golo não fomos competentes num lance que treinamos todas as semanas, o Pote aparece numa zona em que tinha de ser marcado. Isso deixa-me chateado».

«Na segunda parte só podíamos responder se a nossa intensidade estivesse acima do normal. O Sporting desmonta a um toque, sabe onde estão os espaços e define rápido, ou aumentávamos esses níveis ou íamos chegar sempre atrasados. Fomos tentando, fomos mais corajosos, ganhámos mais segundas bolas porque fomos mais agressivos e com bola fomos mais dinâmicos, mais móveis, demo-nos mais ao jogo, tivemos mais bola e equilibrámos o jogo, estivemos mais à nossa imagem, mesmo sem criar perigo».
 
«Jogámos contra uma grande equipa, ponto final. Podíamos ter condicionado muitas mais vezes o adversário, mas o golo condicionou muito, a malta ficou muito receosa, muita preocupação, não era o que queríamos, mas mérito do Sporting por ter essa capacidade».

Continue a ler esta notícia